<
>

Português: Sporting volta à casa após paralisação e conta com golaço e ajuda do VAR para bater o Paços de Ferreira

O Sporting recebeu o Paços de Ferreira em Lisboa, nesta sexta-feira (12), pela 26ª rodada do Campeonato Português e sofreu para sair com a vitória por 1 a 0.

Especialmente no primeiro tempo, o jogo não teve muito movimento, mas na segunda etapa, o time da casa definiu o placar. Jovane Cabral, jogador de Cabo Verde, foi o autor do gol, em uma pintura em cobrança de falta.

Com o resultado, o Sporting segue na quarta posição, empatado com o Braga (que ainda joga na rodada) em 46 pontos. O Paços, por outro lado, segue na luta contra o rebaixamento, ocupando a primeira posição fora da zona, 16ª, com 25 pontos.

A partida marcou o retorno do Sporting ao estádio José Alvalade após a paralisação pela pandemia do coronavírus. Sobre o novo ambiente, o capitão Coates disse escreveu uma mensagem em seu Twitter: "Será a primeira vez que não os ouvirei cantar em Alvalade. Mas hoje todos jogamos".

Na arquibancada frontal à transmissão de TV, foi posta uma bandeira gigante com o leão, ícone do time, e a mensagem "Eu Sou", slogan do time. A mesma frase esteve no lugar do nome dos jogadores na camisa. As cadeiras, coloridas, também passavam a impressão de público presente.

Os experientes Mathieu e Battaglia foram para o banco. No lugar do ex-jogador do Barcelona, o escolhido foi o brasileiro Wendel, comprado do Fluminense em 2018, que foi crucial no lance do gol.

Ficha técnica

Sporting 1 x 0 Paços Ferreira

GOLS: Jovane Cabral.

SPORTING: Maximiliano; Borja, Coates, Quaresma; Acuña, Wendel, Luiz Nunes, Camacho; Vietto, Cabral; Sporar. Técnico: Emanuel Ferro.

PAÇOS FERREIRA: Ribeiro; Reabciuk, Maracás, Marcelo, Jorge Silva; Diaby; Freitas, Rocha, Pedrinho, João Amaral; Tanque. Técnico: Pepa.


Estatísticas

  • O time da casa teve posse de bola superior: 61% x 39%.

  • Muitas faltas na partida, com 25 do Sporting e 18 do Paços. 43 no total.

  • Os visitantes tiveram mais finalizações: 10 (5 na direção do gol) x 5 (2)


Primeiro tempo sem muitas emoções

Até o apito que encerrou a primeira etapa, o principal acontecimento da partida foi a lesão do argentino Luciano Vietto, um dos destaques do Sporting, que precisou deixar o gramado com dores no ombro direito para a entrada de Gonzalo Plata.

A maior chance veio só aos 38 minutos, quando Sporar, do Sporting, recebeu ótimo passe de Vietto, ficou de frente para o gol, mas chutou para o alto.

Foram apenas quatro finalizações nesses 45 minutos. Uma certa para cada lado.


Pintura de falta decide

O Sporting seguiu com a maior posse de bola, mas ainda encontrava poucos espaços.

O primeiro gol da partida saiu da melhor forma possível: em uma pintura. O brasileiro Wendel saiu costurando pelo meio da defesa e sofreu falta na entrada de frente para o gol. Na cobrança, Jovane Cabral bateu no lado do goleiro e acertou o ângulo. A bola ainda fez charme, bateu no travessão e não tocou na rede.

No final da partida, Jovane ainda acertou o travessão.


Juiz confuso e VAR anulando pênalti

Sete minutos depois do gol, o Paços Ferreira teve sua melhor oportunidade, quando Amaral ficou cara a cara com o goleiro. Após perder sua chance, o jogador caiu e o árbitro marcou pênalti no atacante, cometido por Borja.

O capitão do Sporting, Coates, reclamou da decisão e recebeu cartão amarelo. Mas após alguns minutos e checagem do VAR, o árbitro voltou na sua decisão de pênalti, além de tirar o cartão do jogador, e dá-lo ao técnico do Passos, também por reclamação.


Classificação

- Sporting: 4ª posição, com 46 pontos.
- Paços Ferreira: 16ª posição, com 25 pontos.


Agenda

As duas equipes voltam a campo na próxima semana, jogando em casa.

  • Quinta-feira, 18/06, 16h15*, Sporting x Tondela

  • Quarta-feira, 17/06, 14h*, Paços Ferreira x Belenenses

*horário de Brasília