<
>

Ramon valoriza medidas de segurança do Cruzeiro e ressalta dificuldades da Série B

Na volta aos treinamentos do Cruzeiro, os jogadores tiveram de se adaptar a diversas medidas de segurança como parte do protocolo de prevenção do clube. Entre as várias providências, uma delas é a utilização de máscaras nos treinos.

Em entrevista nesta quinta, o zagueiro Ramon ressaltou o incômodo que elas causam, mas que são essenciais para a execução do cronograma e a continuidade das atividades.

Ramon também opinou sobre a disputa por posição no Cruzeiro

Utilizar máscaras nos treinos gera uma sensação de abafamento, mas é algo fundamental para que possamos realizar aquilo que foi programado. Essa parada atrapalhou muito o nosso condicionamento físico. Nas próximas semanas vamos reforçar ainda mais os nossos treinamentos para que estejamos bem quando os jogos retornarem”, afirmou.

O jogador também falou sobre as dificuldades que a Raposa deve enfrentar durante a Série B. “Eu disputei duas Série B e vi muitas dificuldades sobre logística, campo, a qualidade dos times, e é muito diferente da Série A. Na Série B, os jogos são mais truncados, tem muitos times fortes”, salientou.

“Essa com certeza vai ser uma das mais difíceis que vou disputar, ainda mais que tem vários clubes de nome. E certamente serão jogos duros e difíceis. Tem muitos times do interior, então teremos várias viagens desgastantes. Mas vamos preparados para que possamos fazer um bom ano”, completou o zagueiro.

Ramon ainda falou sobre a disputa pela posição na equipe, destacando que o time só tem a ganhar. “É uma disputa sadia que vai acontecer, onde quem vai ganhar não vai ser o Ramon, ou o Léo, Marllon, Arthur ou o Cacá, e sim o Cruzeiro. Porque a gente precisa de todo mundo. Quem entrar em campo vai ajudar o clube e vai dar o seu melhor”, declarou.