<
>

Como Corinthians caçar o Flamengo, Cruzeiro 'se salvar', calendário evoluir e grandes em sério risco; o Bola da Vez com Cesar Grafietti

play
No Bola da Vez, economista fala em '5 ou 6 anos' para Corinthians igualar o Flamengo financeiramente (1:49)

Cesar Grafietti foi o convidado do programa da ESPN Brasil e apontou área do clube paulista 'que drena muito o caixa do futebol' (1:49)

Como o Corinthians igualar o Flamengo nas finanças, o Cruzeiro ‘se salvar’ e o calendário do futebol brasileiro evoluir. Estes são alguns dos temas que foram abordados no programa Bola da Vez, da ESPN Brasil, com Cesar Grafietti, que foi ao ar na noite de sábado (30) e pode ser revisto, na íntegra, no ESPN App.

Para o economista, o clube paulista gasta demais, principalmente com sua parte social, e precisa fazer um trabalho muito forte em dois pontos: o primeiro, tirar o atraso em algumas áreas que podem gerar entradas de muito mais recursos do que atualmente, e o segundo, uma reestruturação nos custos.

“O Corinthians precisa tentar se reinventar nas partes das receitas de publicidade e de marketing, que é onde o clube é muito forte. O Corinthians deveria estar tendo receitas de marketing semelhantes às do Flamengo, na casa de R$ 100 milhões, R$ 120 milhões, hoje é muito menor do que isso, na casa de R$ 60 milhões, R$ 70 milhões”, afirmou Grafietti (assista ao vídeo na íntegra sobre o time paulista no topo).

Três grades correm riscos sérios

Questionado pelos jornalistas André Plihal e Mauro Cezar Pereira sobre quais agremiações do país estão na ‘marca do pênalti’ no aspecto financeiro e que até correm um eventual risco de deixarem de existir, principalmente pela crise gerada por conta da pandemia do novo coronavírus, ele foi taxativo.

“São os suspeitos de sempre: Botafogo, Vasco, o Fluminense, que depende muito da venda de atleta, e aí, sem um mercado de aquisição de atleta, especialmente na Europa, vai sofrer bastante.”

play
0:44

Botafogo, Vasco e Fluminense correm riscos muito sérios devido ao coronavírus, avalia economista no Bola da Vez

Cesar Grafietti é o convidado do programa que vai ao ar neste sábado, às 22h, na ESPN Brasil e no ESPN App

Como o Cruzeiro 'se salvar'

Grafietti também falou do Cruzeiro, rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro e que, escândalo após escândalo, teve eleito nos últimos dias um novo presidente, Sérgio Santos Rodrigues. Ele vê o clube em situação delicadíssima e com dificuldades muito maiores que outros grandes que caíram, como Palmeiras, Vasco e Corinthians.

“O Cruzeiro vai ter enorme dificuldade de voltar a ser do tamanho que era, não tenho nenhuma dúvida disso. A chance de o Cruzeiro se recuperar em 2021, já que 2020 seria um ano de retomada, é praticamente zero. O clube precisa se reinventar efetivamente... Me parece que a alternativa que o clube vai ter para se salvar neste cenário é só virando empresa, só entregando o clube nas mãos de alguém que venha com algum dinheiro, com gestão e com algumas mudanças muito importantes, o que eu não acredito que aconteça”, avaliou o também consultor de gestão e finanças do esporte.

play
1:28

Economista compara com outros gigantes que caíram e diz: 'O Cruzeiro vai ter enorme dificuldade de voltar a ser do tamanho que era'

Cesar Grafietti foi o convidado do Bola da Vez e explicou por que a situação do clube celeste é delicadíssima

Calendário europeu?

O economista ainda disse como entende uma possível melhora do calendário do futebol brasileiro. E deixou claro que antes de se tentar igualá-lo ao europeu, o principal seria outra coisa: reduzir os estaduais. Para isto, falou em "São Paulo e Rio puxarem a fila."

play
1:01

Calendário europeu no Brasil? Economista diz que problema principal é outro e fala em 'SP e Rio puxarem a fila'

No Bola da Vez, Cesar Grafietti foi taxativo sobre o que deveria ser feito