<
>

Se pandemia pressionar calendário, Luxemburgo aprova Campeonato Brasileiro em sistema mata-mata

play
Revelação do Palmeiras fica 'soltinho' fora de campo e faz clipe de música: DJ de pizza, esquadro no cabelo e mais (0:18)

Via TikTok @gabrielveron_ | Gabriel Verón mandou um funk engraçado nas redes sociais (0:18)

O técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, disse nesta sexta-feira que prefere o Campeonato Brasileiro por pontos corridos. No entanto, a depender do desenrolar da pandemia de Covid-19, o comandante aprova uma mudança de fórmula no torneio nacional, com a volta do formato em mata-mata.

"Em função da pandemia, se achatar muito (o calendário) e chegar muito para a frente, acho que deveriam fazer módulos. Para não deixar de ter o Campeonato Brasileiro, eu mudaria para módulos, classificação e disputa", sugeriu Luxa em live promovida pelo portal UOL.

O técnico não comanda o Palmeiras desde o último dia 14 de março, data em que o time alviverde empatou por 0 a 0 contra a Inter de Limeira, pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

Em São Paulo, os clubes retomarão as atividades apenas com aval das autoridades sanitárias municipais e estaduais.

"Eu voltaria no ano seguinte para pontos corridos, porque é o campeonato mais justo e o futebol brasileiro já se adaptou: a imprensa, o torcedor... Aquele jogo que falavam que não interessava, interessa, porque tem Libertadores e uma série de coisas envolvidas”, declarou o técnico.

Aos 67 anos, Vanderlei Luxemburgo é profundo conhecedor do Campeonato Brasileiro e já conquistou títulos nos dois formatos.

No modelo eliminatório, ele venceu as edições de 1993 (Palmeiras), 1994 (Palmeiras) e 1998 (Corinthians), enquanto nos pontos corridos triunfou em 2003 (Cruzeiro) e 2004 (Santos).

"Nesse momento, se o negócio (pandemia) avançar muito e não for liberado, achatando muito o calendário e sacrificando muito o jogador, acho que vale a pena pensar se não é melhor mudar a formatação do campeonato", reiterou o técnico palmeirense.