<
>

Avô de Everton morre vítima do coronavírus e atacante desabafa: 'Não é simplesmente uma gripezinha'

play
Sede do Flamengo pichada, e Cruzeiro afundado em dívidas: o Giro ESPN (2:44)

Assista ao Giro com Matheus Cobucci (2:44)

O avô do atacante Everton Cebolinha, Francisco Albuquerque, morreu vítima do novo coronavírus. O jogador do Grêmio utilizou suas redes sociais para lamentar a perda e conscientizar seus seguidores em relação à gravidade da pandemia.

“Sua partida quebrou meu coração, nunca tinha sentido algo assim antes. Parece que o mundo desabou, fiquei sem chão. Meu vô, não tenho palavras para descrever o homem que você foi, sempre se fez presente na minha vida. Saber que você morreu em Cristo, isso me conforta. Seu Francisco, que falta você faz", publicou Everton.

Além da homenagem a seu avô, o atacante do Grêmio reforçou a seriedade que é preciso contra a doença, que já matou mais de 18 mil brasileiros: “Isto não é uma gripezinha e está mais perto do que imaginamos”

Francisco Albuquerque morava Maracanaú, na região metropolitana de Fortaleza, no Ceará. O município também é a terra natal de Everton Cebolinha, que deu seus primeiros passos no futebol atuando na base do Fortaleza.