<
>

Benfica quer 15 milhões de euros mais Paquetá para negociar jovem meia com o Milan

Apesar das recentes declarações em que afirmou querer permanecer no Milan, o futuro de Lucas Paquetá parece não ser no Rossonero. A equipe italiana não acredita que o brasileiro se encaixa no estilo de jogo de Ralf Rangnic, técnico apontado pela mídia europeia como o novo comandante do clube na próxima temporada, e pretende negociar o meio-campista.

Muitos periódicos do país da bota informaram que o Milan deseja utilizar Paquetá como moeda de troca. É de conhecimento público o interesse em Florentino, meio-campista de 20 anos que pertence ao Benfica, e o time sete vezes vencedor da Champions League deve apresentar propostas que envolvam o brasileiro. A oferta que mais agrada o clube português seria a troca dos jogadores junto com um pagamento.

Segundo o portal italiano Calciomercato, o Benfica avalia Paquetá no valor de 30 milhões de euros, enquanto Florentino custaria 45 milhões. Assim, as Águias de Lisboa pedem o brasileiro junto de 15 milhões de euros pela promessa portuguesa. O cenário ainda não é o ideal para o Milan, que pretende convencer Manuel Rui Costa, ex-jogador e atual diretor de esportes do Benfica, a reduzir a pedida.

Outra equipe interessada em Paquetá é a Fiorentina. A Viola ofereceu uma troca entre o meio-campista e o atacante Cutrone ou um empréstimo do ex-jogador do Flamengo por dois anos, mas nenhuma das propostas agradou ao Milan.

Em 2020, Paquetá participou de seis partidas do Milan, saindo do banco em cinco delas. As recentes atuações do brasileiro não agradam a diretoria do Rossonero. Em 19 jogos disputados na temporada, apenas uma vez o meia participou dos 90 minutos e não marcou gols.