<
>

Cazares, Gregore, Léo Sena... Gerente de futebol do Palmeiras fala sobre possíveis contratações

Em entrevista ao canal de YouTube de Jorge Nicola, comentarista da ESPN Brasil, o gerente de futebol do Palmeiras, Cícero Souza, falou sobre possíveis contratações que a equipe alviverde pensa em fazer ainda em 2020.

De acordo com o executivo, muitos dos nomes que aparecem ligados ao Verdão na mídia são apenas especulações criadas por empresários para aumentar o valor das negociações.

"Muita gente me pergunta (sobre negociações), e o que a gente ouve de jogador que o Palmeira teria interesse... Mas as pessoas se aproveitam muito. Elas lançam um nome, falam 'ah, o Palmeiras tem interesse', aí vão no outro time e falam que Palmeiras tem interesse... Mas não, não tem", salientou.

Ainda assim, durante a entrevista, Cícero Souza respondeu sobre jogadores que foram ventilados nos últimos meses no Palestra Itália:

Cazares (meia - Atlético-MG): "Não temos interesse, e nunca tivemos interesse"

Gregore (volante - Bahia): "Hoje, no nosso elenco, com a saída do Thiago Santos e o fato do Felipe Melo estar atuando como zagueiro, nós não temos aquele jogador que, para alguns momentos de alguns jogos, atua como volante de característica mais marcadora. Mas isso não é uma urgência, porque, nos pilares do planejamento de 2020, estamos falando de um time que propõe jogo. Então, o volante de contenção, sendo um jogador de precisamos só para alguns momentos, significa que não faremos grandes investimentos nesse setor"

Léo Sena (volante - Goiás): "É um jogador muito técnico, tem sempre a bola perto do pé e possui uma bola longa espetacular. Mas gosto muito também dos nossos meninos da base, como Gabriel Menino e Patrick de Paula. Tem uma galera vindo aí com muita vontade e eles precisam de oportunidades. A gente tende a valorizar muito o 'jogador pronto', mas, muitas vezes, o que faltava a um jogador para ficar pronto era receber oportunidade".

Por fim, Cícero Souza confirmou que o Palmeiras recebeu a visita do irmão e do empresário do atacante Edinson Cavani, atualmente em fim de contrato com o Paris Saint-Germain, no final do ano passado.

O gerente, todavia, esfriou qualquer expectativa em torno da contratação do uruguaio.

"O que de fato houve foi que o estafe dele visitou as principais equipes do Brasil e da América do Sul. No entanto, as cifres são inatingíveis", resumiu.