<
>

Torcedores organizados franceses rejeitam volta do futebol com portões fechados

play
Neymar aproveita quarentena para relembrar infância e soltar pipa (0:10)

Jogador publicou o vídeo nas redes sociais - Instagram @neymarjr (0:10)

“É preciso esperar”, afirmaram nesta segunda-feira (13) 45 grupos de torcedores organizados de futebol da França em comunicado conjunto, no qual denunciam as “disputas” dos dirigentes durante a crise provocada pelo coronavírus e rejeitam o reinício das competições com portões fechados.

“Não é concebível que o futebol seja retomado de maneira prematura. Não é concebível que volte com portões fechados. Voltará no momento oportuno, quando houver as condições de saúde e sociais adequadas”, declararam as associações de torcedores de futebol das três primeiras divisões da França.

Entre os assinantes estão a Ultras Paris, principal torcida organizada do Paris Saint-Germain, o Ultramarines, do Bordeaux, e a Brigade Loire, do Nantes.

No comunicado, os torcedores pedem aos dirigentes do futebol francês, suspenso desde meados de março pela pandemia do novo coronavírus, que “pensem no futuro” e aproveitem “o tempo de pausa e de confinamento para replanejar” sua visão da competição.

“O futebol ‘custe o que custar’ é um futebol vergonhoso, que não tem futuro”, criticaram os torcedores, que lamentam que o esporte tenha se tornado “um programa de televisão que acredita poder prescindir de estádios cheio, mas que não pode renunciar ao dinheiro das transmissões”.

Desde a suspensão do Campeonato Francês em 13 de março, vários dirigentes apresentaram propostas de como concluir a temporada, mas não excluem a possibilidade de se jogar com portões fechados.

As emissoras que têm os direitos de transmissão no país, Canal+ e beIN Sports, suspenderam os pagamentos de direitos de imagem à Liga francesa.