<
>

'Ronaldo faz abdominais, Neymar promove energético': jornal francês usa marketing de CR7 para cornetar quarentena de brasileiro

play
Neymar parcelado no Barça, Mbappé no Real e Cristiano Ronaldo 'vetado'; Linares repercute jornais espanhóis (1:39)

Capas dos periódicos ibéricos também homenagearam o histórico técnico Radomir Antic, que faleceu na última segunda (1:39)

Mesmo em meio a quarentena, Neymar continua sofrendo críticas dos jornais franceses, principalmente sobre suas atitudes. O “L'Équipe” não perdoou as postagens do jogador enquanto está em isolamento no Brasil e fez comparação com Cristiano Ronaldo.

"Enquanto o português (Cristiano Ronaldo) lança um desafio de abdominais, o brasileiro posa com seus amigos para promover energético".

O problema é que o exemplo usado pela publicação para exaltar o jogador da Juventus também é uma ação comercial: o "desafio de abdominais" lançado por Ronaldo tem o patrocínio da Nike e só inclui atleta que tem o apoio da marca.

Hoje em Mangaratiba, no Rio de Janeiro, o jogador do PSG já havia sido criticado por não respeitar as regras de distanciamento social, ao se encontrar com seus amigos – o brasileiro, por sua vez, se defendeu através de sua assessoria de imprensa, ressaltando o isolamento.

O jornal lembra da situação em que o craque se encontra em Paris para "continuar fazendo essas coisas".

"Entre sua caricatura na Copa do Mundo de 2018 e seu início no PSG nesta temporada, Neymar plantou sementes de desencantamento. E sua última publicação nas redes sociais, onde ele corre descalço, com a bola nos pés, com seus cachorros, no gramado de casa, não deve reverter a situação. Apesar de estar treinando para voltar em forma quando retomar os treinamentos com o PSG".

O jornal também lembra das palavras de Vicente Del Bosque. "Ele é um garoto difícil. Para mim, não é um bom exemplo. Ele é ótimo como jogador. Se me pede que te diga os cinco melhores do mundo, ele seguramente vai na minha lista. No entanto, no campo tenta enganar, finge muito. E, além disso, como deixou o Barcelona...”.

O jornal também recorda outras críticas que já foram direcionadas a Neymar, mesmo que com o intuito de alertá-lo, como o caso de Zico, que disse à “Gazzeta dello Sport” que o jogador "deveria ser mais profissional", apesar de gostar muito como ele joga: "Deveria ser como Messi e Ronaldo, que vivem para o futebol. Neymar tem muitas distrações".

"Neymar é um cara legal, adorável e generoso, mas a imagem que se tem dele é exatamente o oposto. Então, há um sério problema de comunicação", afirmou também recentemente ao jornal francês Eduardo Musa, antigo assessor de Neymar.