<
>

Revista francesa aponta Zico como 'o homem que mudou tudo' na história do Flamengo: 'No patamar das lendas'

Na edição desta terça-feira (7), a France Football, revista francesa e uma das mais prestigiadas do jornalismo esportivo, fez um ranking das 50 camisas mais míticas da história do futebol e colocou o uniforme do Flamengo, o rubro-negro utilizado pelo clube nos anos 70 e 80. Na hora de explicar a decisão, a revista não poupou elogios ao clube e, principalmente, Zico.

Os cariocas aparecem na 43ª colocação com a camisa icônica que foi uniforme do clube nos anos 70 e 80. "Paixão rubro-negra profunda. Na cidade do samba, alegria e, sobretudo, das cores, o Rio de Janeiro, ver artistas brincando de rubro-negro traz um contraste sagrado. No entanto, essas são as cores históricas do clube mais popular do Brasil. Na época, o Mengão viu nomes como Garrincha tomarem conta do futebol local, mas estava se preparando para entrar na era de ouro", diz a revista.

"Um homem mudou tudo: Arthur Antunes Coimbra, conhecido como Zico. O brilhante camisa 10 permitiu ao Flamengo enriquecer suas conquistas nacionais, um primeiro título de campeão do Brasil e diversos troféus do Rio de Janeiro, mas não foi só: também cresceu em escala internacional. A Copa Libertadores de 1981 coroou Zico e sua equipe, antes que estes vencessem a Copa Intercontinental. Em Tóquio, o Flamengo derrotou o Liverpool sem nenhuma dificuldade pelo placar de 3-0. Um novo feito que colocaram Zico e o Flamengo no patamar das lendas", finaliza.

Zico é o maior ídolo da história do Flamengo e venceu a Libertadores e o Mundial de 81, o Campeonato Brasileiro em 1980, 1982 e 1983 e é também o maior artilheiro da história do clube.