<
>

Há 34 anos, campeão River Plate provocou Boca Juniors com volta olímpica em plena Bombonera

play
Torcedor do River Plate 'enlouquece' com reprise e comemora gol da final da Libertadores 2018 (0:37)

Tento comemorado foi o de Quintero, que virou o jogo para o River diante do rival Boca Juniors - Instagram @egoldes (0:37)

Há 34 anos, na temporada 1985/86, o River Plate se sagrou o campeão da Primeira Divisão Argentina com quatro rodadas de antecipação quando derrotou o Gimnasia de La Plata por 1 a 0, pela 34ª rodada. A partida seguinte serviu como festa do título no Monumental de Nuñez contra o Deportivo Español, mas o jogo que entrou para a história aconteceu na Bombonera contra o Boca Juniors.

No dia 6 de abril de 1986, os campeões derrotaram os rivais no "Superclásico" por 2 a 0 fora de casa, com gols de Beto Alonso, um dos maiores ídolos da história do time.

Porém, o que colocou a partida nos livros de história foi o que aconteceu antes: liderados por Beto Alonso, Américo Gallego, Oscar Ruggeri, Héctor Enrique e Nery Pumpido, os jogadores do River decidiram, em plena casa rival, realizar uma volta olímpica e comemorar o título do campeonato em frente à torcida adversária.

Após o jogo começar, a foco foi no fato de o primeiro tempo ser disputado com uma bola laranja a pedido do goleiro do Boca, Hugo Gatti, para melhorar sua visão do campo por contra do grande número de papéis no gramado. Com a bola, Alonso marcou o primeiro, e icônico, gol de cabeça aos 30 minutos. No segundo tempo, a bola tradicional foi retomada e Alonso marcou o segundo, fechando o placar.