<
>

Clubes franceses devem chegar a acordo por redução de salários em 50%

A paralisação do futebol por conta do coronavírus obriga os clubes por todo o mundo a buscarem soluções para minimizarem os prejuízos financeiros. Nesse sentido, as equipes francesas estão próximas de chegar a um acordo conjunto que prevê a redução salarial de jogadores em 50%.

De acordo com o L’Équipe, os dois primeiros clubes a manifestarem o apoio ao corte das remunerações foram Olympique de Marselha e Lyon, seguidos pelo Paris Saint-Germain. No entanto, há um obstáculo: a legislação francesa determina que as equipes têm de pagar 70% dos salários dos atletas.

Outra preocupação dos times está relacionada às cotas televisivas. Isso porque, conforme antecipou o Canal+, as emissoras não realizarão nenhum pagamento aos clubes antes do fim da paralisação. Dessa forma, ainda há uma incerteza em relação ao valor que será recebido pelas equipes na temporada, que originalmente é estabelecido em 800 milhões de euros (R$ 4,55 bilhões) no total.

Até o momento, o Campeonato Francês já teve 28 rodadas disputadas. Mesmo com um jogo a menos, o PSG lidera a competição com 68 pontos, 12 a mais do que o segundo colocado Olympique de Marselha.