<
>

Dirigente diz que paralisação do futebol terá menos impacto no Cruzeiro

As dívidas do Cruzeiro enfim parecem estar chegando ao fim, conforme disse Carlos Ferreira, membro do Conselho Gestor do clube, em entrevista à Rádio Itatiaia. Ele ainda destacou que a Raposa vai ser um dos times que menos sofrerá com os impactos da paralisação do futebol nacional.

“Desde o fim do ano passado, já estávamos em crise financeira. O Conselho Gestor está em dia com todas as obrigações assumidas desde o início de sua gestão e, com um trabalho árduo, conseguiu equalizar as finanças. Acho que o Cruzeiro também vai sentir o peso dessas paralisações, porém, acredito que alguns clubes vão sentir bem mais as consequências do que nós”, contou.

Apesar da má campanha que o elenco vem realizando neste início de ano, a direção celeste decretou férias aos seus funcionários devido à pandemia do coronavírus. Segundo Carlos Ferreira, esta foi uma decisão tomada em conjunto com todos os outros clubes.

“Essa semana, houve uma conferência entre os clubes, intermediada pela CBF, na qual ficou acordada a concessão de férias aos atletas pelo período de 20 dias, a partir de 1º de abril”, relatou.

O dirigente ainda comentou sobre as dívidas que o Cruzeiro tem com outros times, que foram à Fifa pedir para que os valores estabelecidos em transações de jogadores sejam pagos.

“Os processos que lá tramitam já estão em fase final de execução, não cabendo mais recursos. Dessa forma, temos que negociar diretamente com os clubes que acionaram a Fifa. As negociações estão tendo boa evolução e esperamos, em um curto espaço de tempo, que todas as negociações sejam concluídas em benefício do Cruzeiro”, completou.