<
>

Promessa do Atlético de Madrid morre aos 14 anos e comove clube: 'Coração destroçado'

play
Messi e Ciro, Immobile e Luigi e mais: filhos dos jogadores roubam a cena no 'momento fofura' da quarentena (1:57)

Filhos dos jogadores tomam conta das redes sociais durante quarentena (1:57)

Christian Minchola, promessa das categorias de base do Atlético de Madrid, morreu com apenas 14 anos, informou o clube espanhol na manhã deste sábado. A causa do falecimento não foi revelada.

O jovem estava nas divisões inferiores do clube desde a temporada 2013/14 e iria para o sexto ano no time. Até 2019, ele já somava mais de 50 gols na Europa.

Minchola nasceu em Madri, em fevereiro de 2006, mas é filho de pai peruano, o que o poderia lhe permitir defender a seleção sul-americana se desejasse.

“Estamos consternados pela triste notícia do falecimento de nosso jogador e lamentamos profundamente sua perda. O Atlético de Madrid e toda a família colchonera estará ao lado da família e amigos de Cristian nesses momentos de imensa dor”, disse Enrique Cerezo, presidente do Atlético.

“É horrível a sensação de impotência que situações como essa gera. Nos últimos dias, morreram pessoas muito próximas a mim, algumas por coronavírus e outras por doença, e a sensação de não puder se despedir como merecem, assim como no caso de Christian, a sensação de injustiça tão grande, te deixa com o coração destroçado”, completou o dirigente Miguel Ángel Gil.

“Christian só tinha 14 anos. Deixo aqui um beijo muito forte para toda sua família e para todos aqueles da grande família colchonera que está sofrendo situações similares. Hoje nossa bandeira ficará a meio mastro por Christian e todos que morreram nas últimas semans”, completou Gil.

Em nota, o Atlético completa, reforçando que a bandeira do clube no Wanda Metropolitano ficará a meio mastro: “O clube transmite seu mais sincero pêsame aos familiares, amigos e companheiros de Christian Minchola pela tão irreparável perda. Descanse em paz”.