<
>

'Senador' Cristiano Ronaldo dá ok, e jogadores da Juventus aceitam diminuir salário

play
Meia ex-Juventus joga bola em casa, dá drible desconcertante e deixa irmão completamente desnorteado (0:11)

Lemina mostrou que segue com tudo mesmo durante a quarentena - vídeo original em @lemsm13 (0:11)

Uma ligação de Giorgio Chiellini para Cristiano Ronaldo e acordo fechado. O dono do maior salário da Juventus concordou com uma redução salarial na equipe italiana para cooperar com o momento, sem jogos e sem treinos, na quarentena pelo novo coronavírus.

Segundo reportagem do jornal “Tuttosport”, Ronaldo é uma espécie de “senador”, o que faz a palavra dele ter um peso grande perto dos demais atletas do elenco.

Há outros dois “senadores”, que dividem com o capitão Chielini e Ronaldo o “poder sobre a equipe”. Eles são o goleiro Gianluigi Buffon e o zagueiro Leonardo Bonucci, que também concordaram que os vencimentos reduzidos da equipe de Turim devem ser reduzidos.

Ainda não é oficial como será feito, embora o mais provável é que se faça por um sistema proporcional, respeitando as diferenças salariais dentro da Juventus.

A reportagem destaca que Cristiano Ronaldo é o mais bem pago do elenco. Recebe 31 milhões de euros por mês, livres, o que corresponde a R$ 176,5 milhões, pela cotação deste sábado (28).

Vale lembrar que o português tem se mostrado solidário com as dificuldades mundiais pela pandemia do novo coronavírus. Ele fez doações para hospitais nas cidades de Porto e Lisboa.