<
>

Barcelona anuncia diminuição dos salários de seus funcionários

Em meio à quarentena por conta da pandemia do coronavírus, o Barcelona anunciou a diminuição dos salários de seus atletas e corpos técnicos das suas modalidades esportivas.

A redução salarial será de 70% e terá caráter retroativo desde o primeiro dia de quarentena, em 19 de março. O clube já trabalhava nessa medida desde a semana passada e o presidente Josep Maria Bartomeu havia comunicado aos capitães do time, que de início concordaram.

"Basicamente, se trata de uma redução de jornada de trabalho, imposta pelas circunstâncias e medidas de proteção e, como consequência, a redução proporcional das retribuições previstas nos respectivos contratos", explicou o clube em nota.

Com o fim da pandemia, a expectativa é que os funcionários tenham seus salários normalizados

Importante ressaltar que a redução salarial temporária é sobre os vencimentos mensais, sem incluir variáveis e bônus.

A decisão tem gerado discórdia nos atletas, em especial do futebol e do basquete. Eles gostariam de uma redução de 30% no salário geral da temporada, e não de 70% enquanto durar a pandemia.

A Espanha já tem mais de 54 mil casos do coronavírus registrados, com mais de 4 mil mortes até esta quinta-feira.

Veja abaixo a nota oficial feita pelo Barcelona:

"Dentre as medidas adotadas, cabe destacar as relativas ao âmbito de trabalho, motivadas pela necessidade de implementar medidas de adaptação das obrigações contratuais dos trabalhadores do clube e as novas, e transitórias, circunstâncias em que estamos vivendo. Se trata da apresentação dos diferentes expedientes relativos no âmbito esportivo (futebol e outros esportes), assim como o resto do staff não esportivo.

"Esses expedientes se tramitaram no Departamento de Trabalho da Catalunha, uma vez que o clube havia compartilhado com todo seus trabalhadores, esportivos ou não, todos os aspectos relativos a essa medida e seu alcance. Basicamente se trata de uma redução da jornada de trabalho, imposta pelas circunstâncias e medidas de proteção e, como consequência, a redução proporcional das retribuições previstas nos respectivos contratos, medidas que o clube quer implementar seguindo escrupolosamente as normas formais de trabalho, com o objetivo de retornar a atividade do clube o mais breve possível".