<
>

Napoli: como polêmico presidente Aurelio De Laurentiis faz contratos nos quais clube 'lucra' com técnicos

play
Ospina com 'milagres', mas Barcelona na próxima fase: veja simulação do confronto de Barça x Napoli pela Champions (2:00)

Série de jogos que deveriam acontecer estão sendo simulados no game Fifa 20 (2:00)

Em reportagem publicada nesta quarta-feira, o jornal Gazzetta dello Sport mostrou como o polêmico presidente do Napoli, Aurelio De Laurentiis, faz contratos com treinadores nos quais sempre acaba "no lucro".

O diário elogiou o magnata por não ser um "devorador de treinadores", já que só demitiu quatro nos últimos 15 anos. No entanto, ressaltou algumas táticas ardilosas do empresário para nunca perder dinheiro com os "professores".

Veja como ele agiu caso a caso:

GENNARO GATTUSO

Quando assinou com Gennaro Gattuso, no final do ano passado, De Laurentiis moldou um contrato até junho deste ano, com opção de renovação para a temporada 2020/21.

Gattuso, porém, assinou uma cláusula que lhe permite deixar a equipe celeste ao final da temporada 2019/20, caso ele assim deseje.

Para isso, deve atender só duas condições: comunicar o Napoli até 30 de abril e... Abrir mão de todo o dinheiro que recebeu do time. Ou seja: devolver aos cofres napolitanos 1,3 milhão de euros (R$ 7 milhões).

"É como se De Laurentiis dissesse a Gattuso: 'Quer ir embora? Pode ir. Só me devolva o dinheiro antes'. Woody Allen poderia até fazer um filme sobre isso", ironizou a Gazzetta, lembrando que De Laurentiis é um dos maiores produtores de cinema da Europa.

CARLO ANCELOTTI

Quando Carlo Ancelotti assinou contrato de três anos com o Napoli, em maio de 2018, havia uma cláusula que permitia ao time italiano demitir o técnico a cada fim de temporada pelo valor "irrisório" de 1 milhão de euros (R$ 5,45 milhões).

Nas letras miúdas, também estava previsto que Ancelotti, que é bastante ativo nas redes sociais, deveria deixar a senha de suas contas à diposição do clube, para que houvesse controle de suas postagens.

Além disso, quando foi demitido, "Carletto" teve que garantir que não faria declarações públicar sobre sua saíde do Napoli.

Por fim, também teve que topar acordo no qual, se tivesse interesse em contratar qualquer atleta do time italiano para o Everton, sua equipe atual, deveria ligar diretamente para De Laurentiis e negociar (isso, inclusive, já aconteceu com o volante Allan, em janeiro).

MAURIZIO SARRI

Quando Maurizio Sarri deixou o Napoli rumo ao Chelsea, os italianos brigaram para que houvesse pagamento de uma cláusula de 8 milhões de euros (R$ 43,58 milhões) por sua saída.

No fim, um acordo foi feito e os Blues não tiveram que bancar isso. Todavia, outras condições tiveram que ser atendidas.

A primeira foi pagar a cláusula de rescisão inteira para contratar o meio-campista Jorginho - ou seja, incríveis 50 milhões de libras (R$ 296,91 milhões).

Além disso, Sarri concordou que teria que pagar "multas" ao Napoli se tentasse levar mais algum jogador, além de Jorginho, para a equipe de Stamford Bridge.