<
>

Jornal revela planos e calendário da Premier League pós-coronavírus; veja as datas

A Premier League inglesa estuda retomar seu campeonato no próximo dia 1º de junho, concluindo o certame em julho. Depois disso, irá iniciar a temporada 2020/21 em 8 de agosto, evitando assim possíveis reclamações de não-cumprimento de contratos televisivos.

É o que publica neste domingo o jornal The Telegraph, um dos mais importantes da Inglaterra.

De acordo com o diário, a intenção da liga é fechar o campeonato em no máximo seis semanas depois de 1º de junho, concluíndo tudo em meados de julho. Depois, os jogadores receberão três semanas de férias, e, em 8 de agosto, será iniciada a temporada 2020/21.

Desta forma, seria cumprido o número mínimo de partidas anuais estipulado nos contratos de direitos de TV, assinados por mais de 3,2 bilhões de euros (R$ 17,44 bilhões) pelo período de três anos.

O veículo ainda afirma que, quando a Premier League for reiniciada, os jogos serão com portões fechados, ainda por conta da pandemia mundial de coronavírus.

A medida foi aprovada por Martin Semmens, presidente do Southampton. Em entrevista à BBC Radio, ele salientou que a volta do futebol, mesmo apenas na televisão, poderia contribuir para trazer de volta uma "sensação de normalidade" enquanto as pessoas seguem confinadas em casa.

"Quando estivermos todos seguros e não estivemos usando em excesso os recursos da Saúde e da Polícia, o Governo gostaria que a gente voltasse a jogar, porque somos entretenimento e enviaríamos um sinal de que o país está voltando à normalidade", salientou.

"Se as pessoas tiverem que ficar em cada por mais um mês, pode ser bom que o futebol inglês esteja nas TVs todos os dias. Não porque somos mais essenciais que o sistema de saúde, mas porque podemos dar diversão às pessoas e mostrar que seguimos lutando juntos", completou.

A Premier League foi suspensa no dia 13 de março, inicialmente até 4 de abril. Depois, o prazo foi ampliado até 30 de abril.

No momento da paralisação, o Liverpool liderava o torneio, com 25 pontos de vantagem para o Manchester City, faltando nove rodadas a serem disputadas.

O Reino Unido tem, no momento, mais de 5 mil infectados pelo novo coronavírus, com 223 mortes.