<
>

Corinthians banca Tiago Nunes, e pressão vai para cima dos jogadores

play
Rômulo Mendonça: 'O Tiago Nunes impôs uma autoridade que não teve resposta da liderança do Corinthians' (1:36)

O comentarista do BB Debate analisou o perfil do treinador e disse que 'faltou sensibilidade': 'Deveria ter sido um pouco mais suave' (1:36)

A diretoria do Corinthians não pensa em demitir Tiago Nunes durante a paralisação do futebol por conta dos atos de prevenção ao coronavírus. A Gazeta Esportiva apurou que o técnico seguirá com o trabalho, apesar das fortes críticas de parte da imprensa e da torcida.

O Corinthians soma quatro vitórias, cinco empates e cinco derrotas na temporada sob comando do atual treinador. O aproveitamento é de apenas 38,09% dos pontos disputados.

O clube já foi eliminado da Copa Libertadores da América e vive situação delicada no Campeonato Paulista, com remotas chances de classificação e risco real de rebaixamento.

A decisão pela manutenção do técnico é sustentada por quatro fatores:

- O Corinthians entende que é cedo demais para pensar em troca na comissão técnica;

- O clube acredita que o trabalho já se mostrou promissor. As atuações contra Botafogo-SP, Santos, Guaraní-PAR (volta) e São Paulo são usadas como exemplo;

- Os treinos aplicados no CT têm recebido elogios até dos atletas;

- A má fase individual de parte do elenco corintiano não está passando batida.

O último item talvez seja o principal tema de discussão, atualmente, dentro da cúpula de futebol do Corinthians. Mais do que com Tiago Nunes, a diretoria está insatisfeita e surpresa negativamente com o desempenho de algumas peças do elenco.

Pesa o fato de o Corinthians ter conseguido se impor sobre a maioria dos adversários.

Jogos em que o time finalizou diversas vezes, criou oportunidades claras de gol, deteve mais a bola e ofereceu poucos riscos atrás, mas não saiu de campo com a vitória estão sendo levados em consideração.

Segundo o Footstats, o Corinthians é a 11ª equipe do campeonato em eficiência ofensiva. O time faz um gol a cada 4,7 finalizações que acertam o alvo. Além disso, também é o segundo pior em eficiência defensiva. O Timão toma um gol a cada 2,9 chutes que atingem a meta alvinegra.

A diretoria do Corinthians entende que Tiago Nunes precisa melhorar em alguns aspectos, mas a cobrança maior, nesse momento, deve ser em cima dos jogadores. Na visão dos atuais gestores, os erros cometidos pelos atletas em campo são os maiores responsáveis pela má fase do time.