<
>

Empresária envolvida no caso Ronaldinho dá nova desculpa para não dar depoimento no Paraguai: coronavírus

Responsável por levar Ronaldinho Gaúcho ao Paraguai, Dalia López tem de se apresentar nesta quarta-feira às 8h (de Brasília) para uma audiência com o juiz Gustavo Amarilla sobre o caso que culminou com a prisão do ex-jogador.

A empresária já tem uma ordem de detenção e por enquanto não se apresentou para prestar esclarecimentos sobre os passaportes falsos apresentados pelos irmãos Assis na chegada a Assunção em 4 de março - e que os mantêm presos há 11 dias.

Há a possibilidade de Dalia López não se apresentar mais uma vez, segundo seus advogados, por causa do coronavírus.

De acordo com a defesa da empresária, ela está com problemas de saúde - como diabetes e hipertensão - que a deixariam mais vulnerável à pandemia mundial, publica o jornal ABC Color.

Dalia é a peça para elucidar grande parte do caso envolvendo Ronaldinho, que foi ao Paraguai para participar de eventos patrocinados pela empresária.

Caso ela não se apresente para a audiência desta quarta, o Ministério Público do país deve soltar uma ordem de captura internacional.