<
>

Robinho admite 'mão' no gol que decretou derrota do Corinthians, mas rebate: 'Não foi tanto como o Fagner'

Robinho foi o autor do gol que assegurou ao Água Santa a vitória sobre o Corinthians por 2 a 1, de virada, em Diadema, nos minutos finais do confronto pelo Campeonato Paulista. Um feito para ficar na história, mas que acabou virando alvo de polêmica porque a bola bateu na mão dele na jogada. Ele não negou.

"Na hora eu não tinha percebido. Depois vi o lance no vestiário. Quando o Gil tenta tirar, a bola acaba pegando no meu braço sim. Mas acho que [o lance do gol do Corinthians] Fagner levou muito mais a bola com a mão na área e não foi marcado nada. O meu teve, mas não foi como o lance do Fagner", disse o atacante.

Fagner deu a assistência para Vagner Love marcar, aos 7 minutos do primeiro tempo. Foi um cruzamento do lado direito do ataque.

Robinho ainda descreveu a sensação de ser o autor de um gol histórico. Foi a primeira vez que os clubes se enfrentaram. Foi também a primeira vez que o Corinthians disputou uma partida em Diadema, em 109 anos de fundação do clube alvinegro.

"Eu vou guardar com muito carinho esse momento. Foi importante para o grupo. Foi importante para o clube. O Água Santa precisa vencer no campeonato. E pra mim vai ficar guardado como um dia especial. A primeira vitória do Água Santa contra o Corinthians", disse.