<
>

Neymar com 'muita' vontade de voltar, polêmica com Abidal e futuro 'se o Barcelona quiser': Messi abre o jogo em entrevista a jornal

play
Barcelona contratou empresa para falar bem de cartolas e detonar ídolos, diz rádio (3:36)

A E3 Ventures estaria por trás de dezenas contas no Facebook e no Twitter que publicaram ataques à imagem de Messi, por exemplo, por causa de sua demora em renovar contrato (3:36)

Problemas em campo e fora dele. O momento do Barcelona é um dos mais conturbados da 'era Lionel Messi'. E nesta quinta-feira, o jornal catalão Mundo Deportivo divulgou uma entrevista em que o astro argentino abre o jogo.

Messi fala sobre seu futuro no Barça, as chances do time brigar pela Champions League, a polêmica com o agora dirigente Eric Abidal e, claro, a possível volta de Neymar.

O futuro em Barcelona

O contrato de Messi permite que ele decida deixar o Barça ao final de cada temporada. É isso que a imprensa espanhola garante. E em um momento de crise, a permanência do argentino passou a ser questionada. Mas não para ele.

"Se o clube quiser, não será problema seguir. Quero ganhar outra Champions e continuar ganhando ligas”, afirmou Messi. “Gostaria que todos estejamos bem, que as pessoas estejam contentes com a equipe e que exista um projeto vencedor", seguiu o camisa 10, que também opinou sobre o momento da equipe.

“Se queremos lutar pela Champions, temos que seguir crescendo e muito. Como estamos hoje não é o suficiente. Não podemos cometer erros bobos que cometemos e estamos cometendo durante todo o ano", disse Messi.

Novela Neymar

“Neymar está com muita vontade de voltar ao Barça”, garantiu Messi para o jornal.

“Ney é um do melhores do mundo e eu adoraria que ele voltasse. Era uma pessoa muito alegre, que estava sempre contente e se divertia dentro e fora de campo. Fazia o vestiário ter uma alegria diferente", seguiu o argentino.

“Também me incomodou naquele momento (a maneira como Neymar saiu do Barcelona). Tentamos convencê-lo a não sair. Mas, ao final, todos queremos ganhar e contar com os melhores. Ele está com muita vontade de voltar, sempre se mostrou arrependido. Ele fez muito para voltar e isso (se desculpar) seria o primeiro passo para tentar chegar.”

Guerra aberta contra Abidal

O ex-jogador Éric Abidal hoje atua como secretário-técnico do Barcelona. No começo de fevereiro, Abidal disse, ao jornal Sport, que vários jogadores do Barcelona estavam "insatisfeitos" com o trabalho de Erneste Valverde, demitido em janeiro.

Messi não gostou da declaração e respondeu em sua rede social, afirmando que Abidal deveria "dar nomes". Agora, ele explicou a situação.

“Não podia deixar Abidal me atacar”, confirmou o argentino.

“Não sei o que passou pela cabeça dele, mas eu respondi porque me senti atacado. Senti que atacava os jogadores. Colocar os jogadores no meio de uma demissão como a do técnico me pareceu uma loucura. E também no nível pessoal porque já dizem muito que eu mando e tomo decisões, e não é assim."

Escândalo das redes sociais

play
3:36

Barcelona contratou empresa para falar bem de cartolas e detonar ídolos, diz rádio

A E3 Ventures estaria por trás de dezenas contas no Facebook e no Twitter que publicaram ataques à imagem de Messi, por exemplo, por causa de sua demora em renovar contrato

A rádio Cadena SER Catalunha noticiou que o Barcelona teria contratado os serviços de uma empresa que se dedica a criar estados de opinião nas redes sociais para proteger a reputação do presidente Josep Maria Bartomeu e manchar a imagem de jogadores do próprio clube.

De acordo com a rádio, o nome de Messi estava entre os que seriam 'atacados'.

“O presidente nos disse o mesmo que disse em público. Foi o que contou aos capitães em particular", comentou Messi, relembrando que Bartomeu negou a notícia. "A verdade é que acho muito estranho que uma coisa assim, mas disseram também que haveria provas. Temos que esperar para ver se é verdade ou não. Achei um assunto estranho.”

Real sem Cristiano, saída de Valverde e elogios a argentino

A rivalidade com Cristiano Ronaldo é um assunto que não pode faltar em entrevistas com Messi. Desta vez, o argentino comentou o que o Real Madrid perdeu com a ida de CR7 para a Juventus.

“Perdeu muitos gols. Era óbvio que isso ia acontecer. O Real Madrid tem grandes jogadores, mas Cristiano te dá 50 gols por temporada", disse o argentino, que aproveitou a oportunidade para elogiar outro atacante que brilha na Itália.

“Lautaro (Martínez) é espetacular", afirmou Messi, sobre o argentino da Inter de Milão. "Se via que seria um grande jogador e agora está demonstrando."

play
1:03

Ex-técnico do Barça explica derrotas históricas para Roma e Liverpool na Champions: 'Situações que podem acontecer'

Ernesto Valverde falou abertamenta à imprensa sobre a duas quedas duras do clube catalão

Por fim, o camisa 10 lamentou a demissão de Ernesto Valverde, substituído por Quique Setién no dia 13 de janeiro.

“Obviamente mal porque se foi, além de um grande treinador, uma grande pessoa. Ficamos marcados por partidas pontuais em nós fomos mais responsáveis do que ele. A verdade é que foi uma pena", completou Messi.