<
>

Renato Augusto de volta ao Corinthians? Entenda a situação do futebol na China e o que pensa o atleta

play
Com uniforme do Corinthians, Paulinho treina e tira fotos no CT do time alvinegro (1:41)

Com Campeonato Chinês adiado pelo coronavírus, atleta do Guangzhou Evergrande mantém a forma em São Paulo (1:41)

O nome de Renato Augusto, mais uma vez, voltou a ser ligado ao Corinthians. Dessa vez, o motivo é o coronavírus, que passou a ser disseminado a partir da China, se tornou uma preocupação no mundo todo, e já pausou diversos campeonatos no país.

Segundo apurou a reportagem da ESPN, entretanto, a chance de retorno é baixíssima no momento. De acordo com uma fonte próxima ao jogador, o próprio Renato disse que é "chance zero de sair de lá agora, mesmo por empréstimo". Apesar do Campeonato Chines estar parado, a Champions da Ásia segue em disputa - e o Beijing Guoan inclusive jogou nesta terça-feira e venceu.

Após derrotar o Chiangrai United por 1 a 0, na Tailândia, o próximo duelo do time é contra o Melbourne Victory, em 8 de abril, na Austrália.

Campeão Brasileiro pelo Timão em 2015, o jogador foi comprado pelo Beijing Guoan ao fim daquela temporada e tem vínculo com os chineses até dezembro de 2021.

Segundo reportagem da Gazeta Esportiva, há quem confie dentro do clube de que esse cenário pode mudar. O Corinthians não fez proposta, mas monitora a situação e usa do bom relacionamento que tem com o atleta e seus representantes. Pode-se dizer que se uma possibilidade de empréstimo aparecer, o clube entraria forte e até como favorito a repatriar o meio-campista de 32 anos. Por ora, não entanto, é mais prudente os torcedores não criarem tanta expectativa.

No futebol feminino, jogadoras de seleção brasileira estão fazendo este caminho. Bia Zaneratto, jogadora do Steel Red Angels, da China, foi emprestada ao Palmeiras por conta do coronavírus. Millene é outra que pode voltar ao Brasil, nesse caso para o próprio Corinthians, como empréstimo durante a pausa do campeonato.