<
>

Libertadores: Guaraní, rival do Corinthians, deve perder jogo no Paraguaio após gafe com estrangeiros

Neste sábado, o Guaraní ganhou do Olimpia por 4 a 2 pelo Campeonato Paraguaio mesmo com um time misto - afinal, na próxima quarta-feira, enfrenta o Corinthians pela volta da segunda fase preliminar da Libertadores após a vitória por 1 a 0 no jogo de ida.

No entanto, o time índio deve perder os pontos da vitória após uma gafe cometida pelo técnico Gustavo Costas.

Com a escalação alternativa, o treinador colocou em campo de início cinco jogadores estrangeiros (Gaspar Servio, Jhohan Romaña, Fernando Barrientos, Rodrigo Fernández Cedres e Bautista Merlini).

Na volta do intervalo, Costas tirou Walter Clar e botou outro estrangeiro, o argentino Nicolas Maná, usando assim seis jogadores de fora do Paraguai, o que é proibido pelo regulamento do campeonato.

Um repórter da rádio ABC Cardinal avisou o treinador à beira do campo sobre o equívoco, o que o fez tirar Barrientos e colocar Florentín (jogador local).

A gafe, porém, deve custar os pontos da vitória do Guaraní, que já tinha vivido outro momento insólito nesta temporada ao inscrever um jogador com o nome errado na Libertadores, causando a demissão do gerente de futebol.