<
>

Cruzeiro: Adílson, a site, pede 'empresário barrado' e avisa que jogador que recusou clube na Série B não atua com ele quando voltar à Série A

play
Adílson: 'Eu gosto que jogue bola; tenho um estilo de jogo que acho interessante... Tem que respeitar' (1:13)

Treinador do Cruzeiro explica por que jogou no segundo tempo sem centroavante (1:13)

Adilson Batista desabafou. Em entrevista ao site Superesportes, o técnico do Cruzeiro falou sobre tudo o que aconteceu e os planos com o clube na Série B em 2020.

O técnico foi direto e já deixou claro que quem se recusou a jogar a Série B não voltará ao clube em 2021. Claro, com exceções.

"Alguns atletas preferiram não jogar a Série B pelo Cruzeiro. Mas no ano que vem vão pedir para voltar e eu não quero. Deixar bem claro. Eu estava atrás de um jogador, e ele disse que não queria jogar a Série B. Você acha que vou atrás desse jogador no ano que vem? É uma passagem nossa. Então, decisões você toma", comentou.

"O Henrique saiu daqui triste. O Henrique a gente precisa fazer uma placa para ele. Ele sofreu com pessoas erradas, estava triste com coisas erradas aqui no Cruzeiro. Eu pedi para ele ficar. Ele disse que precisava sair. Não é o Henrique (a quem eu me referi). Não mandei recado ao Henrique. Ele volta quando quiser. Bom caráter, comprou briga com alguns atletas aqui, que não estavam querendo ajudar o clube", falou Adílson sobre o ex-capitão do clube mineiro.

Um dos jogadores que decidiram permanecer no clube foi o lateral Edílson. Próximo de ter acertado com o Grêmio, o jogador foi questionado pela torcida, mas Adílson ficou do lado do jogador.

"Às vezes a gente anda com má companhia, né?! A gente tira as más companhias, e aí resolve o problema dele. A má companhia já foi embora? Uai. Já resolvemos (risos). Quer que eu fale o time que está? É um time que eu gosto (referindo-se a Thiago Neves, no Grêmio)".

No entanto, o técnico foi ainda mais incisivo quando o assunto foi empresários.

"Eu, se fosse o presidente, não deixaria entrar empresários (na Toca da Raposa II). Em La Masia (Centro de Treinamento das categorias de base do Barcelona) você não entra. Em alguns clubes lá de fora, não entra. Cada clube tem sua maneira de trabalhar. Tem os bons, que querem fazer o menino crescer, ajudar, mas têm outros que têm outros interesses".

"Esses meninos estão perdidos. Hoje é muita informação e poucos para falarem a verdade. O que eles precisam ouvir. E estou dizendo isso para eles", adicionou.

Sobre o 2020 do Cruzeiro, Adílson pediu calma para a torcida e não vê o clube fora da Série A em 2021.

"Nem passa pela minha cabeça isso. O Cruzeiro sempre entra na competição para ganhar. Mas o mais importante é o acesso. Se é como campeão ou vice, o Cruzeiro precisa estar em 2021 na Série A do Campeonato Brasileiro".

Na atual edição do campeonato mineiro, o Cruzeiro é líder com 9 pontos em três jogos. A equipe enfrenta o América-MG, às 16h00 deste domingo (9).