<
>

Libertadores: Guaraní-PAR inscreve atleta com nome errado, passa vexame e tem demissões em massa

O Guaraní, do Paraguai, pagou um mico daqueles.

Possível rival do Corinthians na fase preliminar da Libertadores, o time de Assunção cometeu um erro infantil e ficou sem possibilidade de usar um jogador titular no torneio continental.

Explica-se: o Guaraní tinha que inscrever o meia Rodrigo Fernández Cedrés, um dos principais jogadores do time, no COMET, sistema da Conmebol que regulariza a situação dos atletas na Libertadores.

O problema é que o funcionário do clube que foi colocado para realizar essa tarefa inscreveu o jogador com o nome de Roberto Fernández Cedrés.

A Conmebol percebeu o erro e avisou o Guaraní, mas já não havia mais tempo para arrumar. Com isso, Rodrigo Fernández não poderá atuar contra o San José-BOL, primeiro rival dos paraguaios na pré-Libertadores.

Depois do vexame, o time paraguaio emitiu nota oficial, comunicando que o funcionário que cometeu o erro foi afastado.

Além disso, o gerente de futebol da equipe, Ricardo Giménez, também pediu demissão.

"Foi um erro irremediável, pelo qual assumo toda a responsabilidade, como cabeça do departamento de futebol. Espero sinceramente que esse fato não prejudique o plantel, e que o time consiga alcançar grandes feitos na Libertadores", escreveu Giménez.

O Guaraní estreia na Libertadores nesta quarta-feira, às 19h15 (de Brasília), contra o San José, em Oruro (Bolívia).

O duelo de volta, desta vez em Assunção, será na próxima quarta-feira.

Quem passar desse mata-mata encara o Corinthians no próximo estágio da pré-Libertadores.