<
>

Palmeiras: WTorre define cronograma de instalação da grama sintética no Allianz Parque

play
No Palmeiras, Lucas Lima projeta um 'ano vitorioso' e comenta orientações de Luxemburgo (2:15)

O meia está disputando a Florida Cup com o clube, nos Estados Unidos, e na estreia, venceu o Atlético Nacional nos pênaltis (2:15)

O Allianz Parque, estádio do Palmeiras, já definiu os detalhes do cronograma do processo de instalação de grama sintética. As obras devem ser concluídas na segunda quinzena de fevereiro, já durante a disputa do Campeonato Paulista, e podem ser retardadas pelas condições climáticas.

A primeira etapa da obra começou no último domingo. O início da instalação do gramado sintético está previsto para o dia 28 de janeiro e o término, para a segunda metade de fevereiro, o que inviabiliza os jogos contra São Paulo (26/01) e Oeste (29/01) e ameaça os duelos com Mirassol (16/02) e Guarani (20/02).

De acordo com o Allianz Parque, o cronograma pode sofrer mudanças dependendo das condições climáticas, já que a chuva, por exemplo, atrapalha o desenvolvimento do processo.

A primeira etapa da obra, atualmente em curso, envolve aproximadamente 30 pessoas.

Inicialmente, o solo foi preparado por meio de processo de terraplanagem. Em seguida, ocorre a instalação do colchão drenante, um sistema de drenagem de superfície, feito de britas. Na sequência, é aplicada uma espécie de manta de amortecimento produzida na Alemanha, que, além de amortecer, também faz parte do sistema de drenagem.

O penúltimo passo do processo é instalar a grama Soccer Grass MX Elite 50. Por fim, há a aplicação do Infill TPE, produto utilizado para o preenchimento da grama, aprovado pela Fifa.

O sistema é mesmo encontrado no centro de treinamento da seleção holandesa.

“A modernização do gramado é mais uma etapa da nossa caminhada em busca da excelência para o negócio e para o nosso parceiro, a Sociedade Esportiva Palmeiras”, declarou Luis Fernando Davantel, CFO da WTorre, administradora do Allianz Parque.