<
>

Cruzeiro libera Fred de treinos até reunião para resolver futuro

O Cruzeiro informou que Fred foi liberado dos treinamentos, na Toca da Raposa II, até a próxima segunda-feira (20/01), quando terá uma reunião com a diretoria do clube celeste. Com a reformulação do elenco para 2020, vários outros jogadores deverão sair antes do começo do Campeonato Mineiro.

Um dos com maiores salários na Toca da Raposa, Fred não quis reduzir seus vencimentos de forma drástica por causa da dívida – ele não recebeu um pagamento sequer dos direitos de imagem - que o clube tem com ele e seu agente, que cobra a comissão pela transferência do atleta.

Conforme havia adiantado Ocimar Bolicenho, diretor-executivo de futebol do Cruzeiro, em entrevista à ESPN, a contrapoposta oferecida pelo agente Francis Melo estava fora das possibilidades do clube.

Com a queda para a Série B do Brasileiro, foi necessário uma redução de custos e a readequação dos maiores salários para que a folha fique em torno de R$ 4 milhões por mês. Quem não chegar a um acordo deverá sair da Toca da Raposa.

Segundo Bolicenho, o Cruzeiro planeja é trabalhar com uma folha salarial de R$ 4 milhões por mês - ou seja, pode haver tanto atletas com vencimentos altos quanto baixos, desde que não estoure o teto de R$ 4 milhões.

"A história do teto de R$ 150 mil por jogador foi a declaração de um dirigente. O que vamos fazer é trabalhar com uma folha salarial dois terços menor que 2019, ou seja, uns 4 milhões por mês", salientou o executivo.

"O desafio não existe teto estabelecido, mas o teto de folha salarial. Cada situação tem sido resolvida de forma individual e temos que enquadrar. Já temos muito bem definidos os nomes que pretendemos que fiquem para a Série B conosco", complementou.