<
>

Uefa mudou esquema 'no último minuto' para não deixar Cristiano Ronaldo fora de seleção do ano

A Uefa mudou a escalação do Time do Ano para que Cristiano Ronaldo pudesse ser incluído, fontes confirmaram à ESPN.

O órgão que comanda o futebol europeu anunciou na quarta-feira os votos dos fãs.

A equipe foi organizada em uma formação incomum no 4-2-4, e fontes disseram que isso foi devido ao desejo dos chefes da Uefa de garantir a presença de Ronaldo, da Juventus, apesar de o jogador de 34 anos ter recebido menos votos do que o atacante Lionel Messi, Sadio Mané e Robert Lewandowski.

A inclusão de Ronaldo e a mudança de formação foram feitas às custas da saída do meia do Chelsea N'Golo Kante, segundo apuração da ESPN.

Ronaldo, cinco vezes vencedor da Bola de Ouro, juntou-se a Messi, do Barcelona, Mané, do Liverpool e Lewandowski, do Bayern de Munique, na linha de frente do time do ano da Uefa, enquanto o meio-campista Kevin de Bruyne, do Manchester City, fez par com o Frenkie de Jong, do Barça no meio-campo.

O companheiro de equipe de Ronaldo na Juventus, Matthijs de Ligt, se juntou a Virgil van Dijk, do Liverpool, na zaga, com dois jogadores do Liverpool nas laterais: Trent Alexander-Arnold e Andy Robertson.

Alisson foi escalado no gol, significando que o Liverpool possui cinco jogadores no time - mais do que qualquer outro clube.

Time do Ano da UEFA: Alisson; Alexander-Arnold, De Ligt, Van Dijk e Robertson; De Jong e De Bruyne; Messi, Ronaldo, Lewandowski e Mané.