<
>

Bilionário árabe promete 'grande contratação', mas salário dificulta venda de Scarpa pelo Palmeiras

play
De Carnaval até Libertadores: BB Debate opina qual time vai mais longe em cada disputa entre Corinthians e Palmeiras (2:38)

Foram seis embates levados em consideração, sem contar a Copa São Paulo (2:38)

Interessado em tirar Gustavo Scarpa do Palmeiras, o Almería, da Espanha, enfrenta problemas para concretizar o negócio. Após sinalizar com 8 milhões de euros (R$ 36 milhões) pelo meia, o clube não conseguiu aumentar seu teto salarial com LaLiga, o que dificulta a contratação do brasileiro.

A equipe fez pedido à entidade que comanda o Campeonato Espanhol para aumentar seu limite com salários, mas recebeu permissão para incremento de apenas 1 milhão de euros (R$ 4,6 milhões), o que limita as possibilidades no mercado. As informações são da rádio “Onda Cero Almería”.

Além de Scarpa, a rádio cita as operações por Matías Palacios, que o Almería havia encaminhado acordo com o San Lorenzo, também por 8 milhões de euros – o Real Madrid é outro clube interessado no meio-campista e, em meio ao impasse, pode se aproveitar da situação.

Apesar do cenário de incerteza, que pode obrigar o Almería a se desfazer de jogadores no mercado caso queira contratar, o dono do clube, o bilionário Turki Al-Sheikh, fez um comunicado para a torcida prometendo um “grande reforço”. Ele não deu detalhes, porém, quem será o anunciado.

“Em relação às contratações, prometo à nossa torcida, se tudo for bem, uma boa contratação nos próximos três dias. Tenham paciência e não pressa, o que está por chegar vai agradar. Desejem-me boa sorte, vou precisar”, escreveu o proprietário em comunicado em suas redes sociais.