<
>

Jornal alerta novo técnico sobre 'coleguismo' com jogadores que virou praga no Barcelona: 'Tem que mandar'

Quique Setién chegou ao Barcelona na última segunda-feira e terá de tomar cuidado com um aspecto, como aponta Ulises Sánchez-Flor no site do jornal El Confidencial. O jornalista diz que a escolha não foi apenas para a equipe catalã “a filosofia do melhor Barça”.

"O presidente do Barcelona e os dirigentes querem mais disciplina. Elevar o nível de exigência. Apertar um elenco com claros sintomas de estar cômodo com um treinador que era condescendente. Valverde caiu no perigoso amiguismo com os jogadores", diz o texto.

A publicação ainda aponta quais deverão ser as tarefas de Quique Setién no comando do time. "A ele corresponde melhorar o jogo e as atitudes individuais. A primeira medida foi a de anular o dia livre que tinham os jogadores nesta quarta-feira".

Sánchez-Flor ainda declara: "para conectar a equipe, tem que mandar. Ter voz".

Sem trabalhar desde o fim da última temporada, quando saiu do Betis, Quique Setien, de 61 anos, fará sua estreia pelo Barça no domingo, quando a equipe receberá o Granada no Camp Nou, às 17h (de Brasília), pelo Campeonato Espanhol.