<
>

Presidente do Barcelona diz que fala com outros treinadores 'há meses' e demissão 'não foi surpresa' para Valverde

Durante a apresentação de Quique Setién, Josep Maria Bartomeu, presidente do Barcelona, explicou que conversava há meses com outros treinadores antes de demitir Ernesto Valverde na última segunda-feira.

"Eu gostaria que tudo tivesse sido diferente. Há muito tempo que conversamos com outros treinadores. Nada nunca saiu, mas nos últimos dias um nome saiu. O gosto é ruim para Ernesto, mas estávamos conversando com ele há muito tempo [sobre a demissão]", disse.

Além disso, o mandatário afirmou que o contrato do novo técnico vai até 2022, mas pode ser rescindido em 2021 pelo futuro presidente que será eleito. Aos 61, Setién foi como jogador no Racing Santander e teve trabalhos de destaque nos últimos anos em Las Palmas e Betis, com um futebol focado na posse de bola e na troca de passes.

"Não conhecemos Setién apenas como técnico, mas como o grande jogador que ele era, com um tratamento especial para a bola, que marcou sua carreira como técnico e oferece todas as garantias", afirmou Bartomeu.

Bartomeu evitar em falar sobre os nomes de Xavi Hernández, Mauricio Pochettino e Ronald Koeman, nomes cotados anteriormente para a vaga de Valverde.

"Fizemos a mudança agora porque estamos no meio da temporada e precisávamos de um impulso. Com esse momento e com essa nova dinâmica, aspiramos a vencer a Liga, a Liga dos Campeões e a Copa. Quero falar sobre as formas. Obviamente, eu teria. "