<
>

Corinthians ou Palmeiras? Qual maior barca de dispensados vale mais no mercado?

play
Qual a torcida mais aliviada? Corinthians e Palmeiras têm grande lista de atletas saindo; veja os nomes (0:53)

Rivais estão em processo de reformulação do elenco (0:53)

Em vez reforços, Corinthians e Palmeiras iniciaram o ano cortando, dispensando ou negociando jogadores para reduzir o elenco para recém chegados técnicos Tiago Nunes e Vanderlei Luxemburgo. Cada um dos clubes liberou seis jogadores e não pense que são nomes com pouco valor de mercado.

O atacante Miguel Borja é o melhor exemplo. Na última semana o Palmeiras oficializou empréstimo dele para o Junior Barranquilla, da Colômbia, até o final do ano. O valor de mercado do jogador é alto. Está estimado em 5 milhões de euros (R$ 22,7 milhões) pelo site especializado Transfermarkt.

Ele é o nome mais valioso dos seis descartados pelo clube alviverde. A lista conta com também Carlos Eduardo, Hyoran, Antônio Carlos, Fernando Prass e Deyverson. Exceção feita a Carlos Eduardo (emprestado ao Athletico-PR por R$ 4,9 milhões) os outros ainda não têm um novo clube.

Deyverson é o segundo mais valioso do elenco palmeirense, com 3,5 milhões de euros (R$ 15,9 milhões).

No total, os descartados pelo Palmeiras têm valor de mercado avaliado em 13 milhões de euros (R$ 58,87 milhões).

Muito mais do que a turma que o Corinthians liberou. A lista alvinegra foi recheada com Junior Urso, Sornoza, Clayson, Renê, Ralf e Jadson. Sabe quem é o mais valioso? Sornoza, com 2,5 milhões de euros (R$). Na última semana ele foi emprestado para a LDU, do Equador.

Ralf e Jadson tiveram as dispensas anunciadas na última segunda pelo técnico. "Os atletas escolhidos para permanecer tem mais a ver com o que imagino de modelo de jogo", disse, ao sinalizar que os que não vão continuar não se encaixam no que Nunes pensa como modelo de jogo.

Urso vai para o Orlando City, dos Estados Unidos, por cerca de R$ 4 milhões. Já Clayson foi negociado com o Bahia por R$ 3 milhões.

O valor total de mercado dos corintianos corresponde a 8,3 milhões de euros (R$ 37,2 milhões).