<
>

Grana da Champions: Barcelona ganha mais que campeão Liverpool e até eliminado na 1ª fase sai com mais que Flamengo na Libertadores

A Uefa divulgou nesta segunda-feira (23) a premiação detalhada dos clubes na última temporada da Champions League. A surpresa ficou por parte do Liverpool, que mesmo campeão da principal competição do continente, não foi o que ganhou mais dinheiro.

Os ingleses receberam da entidade pouco mais de 111 milhões de euros (R$ 500,2 milhões), enquanto o Barcelona foi o melhor premiado, com 117,7 milhões de euros (R$ 527,2 milhões). Isso aconteceu porque a premiação não diz respeito apenas ao desempenho na competição.

Todos os clubes participantes começam com a premiação mínima de 14,5 milhões de euros (R$ 65,3 milhões). Há também receitas variáveis, como o coeficiente, que é calculado de acordo com os títulos do clube na história e o desempenho dos últimos 10 anos, e o valor de mercado, que tem como base o mercado de TV de cada país.

Outro fator que afeta na renda é o desempenho da equipe na fase de grupos. Nas fases de mata-mata, no entanto, a premiação é de 9,5 milhões de euros (R$ 42,8 milhões) pelas oitavas de final, 10,5 milhões (R$ 47,3 milhões) pelas quartas e 12 milhões de euros (R$ 54 milhões) pelas semifinais.

Pelo título da competição, o Liverpool recebeu 19 milhões de euros (R$ 85,6 milhões), enquanto o vice-campeão Tottenham embolsou 15 milhões de euros (R$ 67,5 milhões).

O Barcelona, apesar de ter chegado apenas às semifinais, sendo eliminado pelos próprios Reds, recebe quantias maiores por coeficiente e valor de mercado, e por isso teve premiação total maior do que os campeões.

Já equipes como o Estrela Vermelha, da Servia, e o Lokomotiv Moscou, da Rússia, que foram eliminados na primeira fase, embolsaram 22,3 milhões de euros (R$ 100,4 milhões) e 23 milhões de euros (R$ 104,9 milhões) respectivamente. O Flamengo, campeão da Copa Libertadores, recebeu premiação de R$ 93 milhões da Conmebol pelo título.