<
>

Uefa planeja mudar formato da Champions League para frear 'supertorneio' de gigantes, revela jornal

play
Champions League: os confrontos das oitavas de final da competição estão definidos (0:55)

Quem se deu bem e quem terá problemas na próxima fase, fã de esporte? (0:55)

A Uefa trabalha em uma profunda reforma da Champions League para evitar a criação de uma "Superliga Europeia".

A possibilidade de criação de um "supertorneio" tem ganhado força nos bastidores dos grandes clubes europeus, que estariam insatisfeitos com a forma como a Champions é organizada atualmente.

Segundo o Jornal AS, da Espanha, a Uefa tentará frear esse crescimento da ideia mudando completamente o formato da maior competição de clubes da Europa.

O novo sistema, que seria implantado em 2024, contaria com quatro grupos de oito equipes. Os quatro primeiros classificados de cada grupo avançariam às oitavas de final e os lanternas "rebaixados" para a Liga Europa.

Ceferin, atual presidente da Uefa, sente que a Champions está ameaçada por conta da "voracidade dos grandes clubes europeus", que tentam cada vez mais subir os valores do contratos de televisão e buscando horários que permitam que partidas sejam realizadas em outros continentes.

Outro desejo dos clubes é que os jogos da Champions passem aos finais de semana ao invés de terças e quartas. Essa ideia, porém, é bastante combatida na Uefa, pois afetaria os seus principais "sócios", as federações nacionais.