<
>

Santos: Lucas Veríssimo exalta goleada sobre o Fla e cobra organização da diretoria por Sampaoli

No encontro entre os dois treinadores mais badalados do futebol brasileiro no momento, na última rodada do Campeonato, Jorge Sampaoli levou a melhor sobre Jorge Jesus com uma vitória por 4 a 0. Na visão de Veríssimo, portanto, o triunfo do Santos sobre o Flamengo só escancara o grande trabalho feito pelo treinador argentino.

“Fizemos uma grande partida na última rodada contra o campeão. Claro que a mídia não exaltou nossa vitória, vão falar que o Flamengo já estava acomodado, etc…Claro que vão falar isso, porém a gente sabe que eles não entraram dessa maneira. Eles entraram para ganhar, tinham a invencibilidade muito grande. Todas as equipes que eles pegaram, tiveram uma grande superioridade, mas com a gente foi diferente", comentou o zagueiro durante os bastidores do Troféu Mesa Redonda.

"A gente estava concentrado do início ao fim, fizemos nosso jogo, acabamos saindo com a vitória. Isso mostra o bom trabalho do Sampaoli, a evolução dos jogadores durante o ano. A gente comentou entre nós que a equipe merecia o título. Jogamos bem, era vistoso nosso futebol, mas faltou o título. Por isso gostaria que o Sampaoli ficasse, ele soube extrair o máximo de cada jogador e acho que se ele permanecesse, o clube e os jogadores só têm a ganhar, e o clube pode lutar por títulos”, adicionou.

Diante disso, o zagueiro cobrou uma maior organização da diretoria em busca da permanência do treinador para o ano que vem.

“Claro que a gente quer que seja o mais organizado possível. A gente vê que a diretoria está, na medida do possível, tentando se organizar e ter esse planejamento. Espero que o clube faça isso o quanto antes, porque um clube como o Santos precisa estar brigando por títulos, precisa estar organizado. Acredito que isso seja um ponto essencial para um clube como o Santos”, afirmou.

Apesar dos pedidos para que Jorge Sampaoli fique no clube, o jogador garantiu que uma possível saída do treinador não vai fazer com que ele também deixe o Santos.

“Não, não afeta. Ele é um grande profissional que está com a gente. Se o clube conseguisse fazer ele permanecer seria muito bom e essencial, porque ele vem fazendo um trabalho bom durante o ano e que tem tudo pra ser melhor ano que vem”, completou.