<
>

Corinthians faz 'proposta considerável' ao Goiás, mas é avisado: Michael não sai 'por esses valores'

play
Jorge Nicola: 'A melhor proposta que o Goiás tem em mãos pelo Michael é do Corinthians' (1:12)

Apesar do valor 'considerável', o clube esmeraldino não deve fechar negócio (1:12)

O Corinthians foi o responsável por fazer a primeira proposta oficial para tirar Michael do Goiás. Apesar do valor “considerável”, o clube esmeraldino não deve fechar negócio.

“Já era esperado que as propostas viriam após o término do Brasileiro e a primeira proposta oficial foi essa do Corinthians. Confirmo que chegou, não vou entrar em valores, mas está distante do que a gente espera”, disse o presidente Marcelo Almeida, ao jornal “O Popular”.

Na segunda, o Conselho de Administração do Goiás, composto por Marcelo Almeida, quatro vices e o presidente do Conselho Deliberativo, teve reunião e tratou sobre o tema. A multa contratual de Michael é de R$ 50 milhões. O Corinthians ofereceu comprar 50% dos direitos do atleta.

“É natural (pensar que Michael será negociado), mas o atleta é nosso. Isso significa que não vamos liberar por qualquer valor. É uma joia e temos de pensar no clube também”, completou.

Túlio Lustosa, que é gestor do Goiás, também falou sobre a possível saída de Michael, mas garantiu que o jogador não pensa em ir para mercados como o asiático ou árabe.

“Sabemos é que grande a possibilidade de vir alguém e pagar a multa, mas é importante lembrar que tem de ter a concordância do atleta também. Se vierem os países da Ásia ou mundo árabe, sei que o Michael não vai, pois ele prioriza a carreira dele e está corretíssimo, na minha opinião. Tem 23 anos, pode sonhar em jogar nas maiores ligas do mundo e isso é fundamental na vida de um atleta.”

“Tivemos uma proposta no início do ano do Santos, que não chegou nem perto do que gostaríamos, e nem perto da multa, e foi prontamente descartada. Agora, tivemos uma proposta considerável do Corinthians, mas não há interesse do Goiás, hoje, deixar o Michael sair por esses valores”, encerrou.