<
>

Cruzeiro na Série B terá clássico de BH e tour pelas regiões Sul e Nordeste

play
'Grande demais para essa vergonha', 'vamos jogar com Sampaio Corrêa' e mais: Torcedores do Cruzeiro protestam após rebaixamento (2:05)

Zezé Perrella, Thiago Neves e Rogério Ceni também foram citados (2:05)

Rebaixado para a Série B do Campeonato Brasileiro pela primeira vez, o Cruzeiro terá uma temporada com muitas viagens para fazer. A maioria dos participantes da segunda divisão são das regiões Sul e Nordeste do país.

O clube de Belo Horizonte viajará sete vezes para o Sul, onde jogará nas cidades de Caxias do Sul (Juventude), Chapecó (Chapecoense), Curitiba (Paraná), Florianópolis (Avaí e Figueirense), Pelotas (Brasil-RS) e Ponta Grossa (Operário-PR).

No Nordeste, serão seis apresentações: Aracaju (Confiança-SE), Maceió (CRB e CSA), Recife (Náutico), Salvador (Vitória) e São Luís (Sampaio Corrêa).

A região que o Cruzeiro faz parte, isto é, a Sudeste, reserva cinco compromissos: Barueri (Oeste), Belo Horizonte (onde fará o clássico citadino com o América-MG), Campinas (Guarani e Ponte Preta) e Ribeirão Preto (Botafogo-SP). Para completar, terá uma ida ao Centro Oeste: Cuiabá (contra o Cuiabá).

Se estivesse no Campeonato Brasileiro de 2020, a Raposa viajaria menos. Metade dos participantes são do Sudeste. São dez: Atlético-MG, de Belo Horizonte; Bragantino, de Bragança Paulista; Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco, do Rio de Janeiro; Corinthians, Palmeiras e São Paulo, de São Paulo; e Santos, de Santos.

A outra metade está dividida entre Nordeste (são quatro: Ceará e Fortaleza, de Fortaleza; Sport, de Recife; e Bahia, de Salvador), Sul (mais quatro: Athletico e Coritiba, de Curitiba; Grêmio e Inter, de Porto Alegre) e Centro-Oeste (duas equipes: Atlético e Goiás, de Goiânia).

Na segunda divisão, o Cruzeiro ainda jogará em estádios como a Arena Pantanal, casa do Cuiabá, que foi construída para a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, e a Vila Capanema, em Curitiba, que recebeu jogos do Mundial de 1950 e é onde o Paraná manda suas partidas.

O menor palco será provavelmente a casa do Operário: o estádio Germano Krüger, em Ponta Grossa, que tem capacidade para pouco mais de 10 mil lugares, segundo a CBF. Já o maior --excluindo o Mineirão, casa cruzeirense-- será a Arena Pantanal, que comporta quase 45 mil pessoas.

A Série B de 2020 está prevista para acontecer de 2 de maio até 28 de novembro. Quatro equipes sobem. Quatro caem.