<
>

Cruzeiro pode ser rebaixado com algo incomum para grandes: o jogo da queda em casa

O Cruzeiro tem um jogo totalmente decisivo neste domingo, contra o Palmeiras, a partir das 16h. Só uma vitória aliada a uma derrota do Ceará contra o Botafogo salva os mineiros do 1º rebaixamento da história. Caso consumado, será apenas a 5ª vez que um grande é rebaixado em casa no século, o primeiro desde 2008.

No total, 11 rebaixamentos de grandes já aconteceram desde 2002, com sete clubes envolvidos.

Os primeiros, em 2002, foram Palmeiras e Botafogo. Naquele ano, os paulistas perderam para o Vitória por 4 a 3, fora de casa, e caíram à Série B. Já o Botafogo teve seu rebaixamento definido após uma derrota em casa para o São Paulo por 1 a 0.

Já em 2004, o Grêmio caiu após empatar com o Athletico-PR em casa por 3 a 3. A equipe gaúcha jogou no estádio Colosso da Lagoa, em Erechim, após ter perdido mando de campo.

Em 2005, mais um grande caiu em casa. O Atlético-MG ficou no empate com o Vasco da Gama por 0 a 0.

O Corinthians teve seu único rebaixamento em 2007 e fora de casa. Empate contra o Grêmio no Olímpico por 1 a 1 e queda consumada. Já em 2008, o Vasco caiu após ser derrotado pelo Vitória, em casa, por 2 a 0. Os cariocas foram o último time a cair após um jogo nos seus domínios. Desde lá, grandes só caíram fora de casa.

Casos do Palmeiras, em 2012, após empate com o Flamengo por 1 a 1, Vasco, em 2013, ao perder para o Athletico-PR por 5 a 1, Botafogo, em 2014, ao ser derrotado para o Santos por 2 a 0, Vasco, mais uma vez, agora em 2015, ao empatar com o Coritiba por 0 a 0.

O último grande a cair foi o Internacional. O 1º rebaixamento dos gaúchos aconteceu após um empate por 1 a 1 com o Fluminense, no Rio de Janeiro.

Agora, o Cruzeiro tem um missão árdua: evitar o rebaixamento ou entrar na lista de ser o 5º grande a cair em casa no século. O Mineirão vai estar num alto estado de emoções, seja por felicidade ou tristeza...