<
>

Maradona detona candidatura de Riquelme no Boca: 'sabe conduzir menos que o comandante do Titanic'

play
Juan Figer explica como presidente da Portuguesa decidiu não comprar Maradona aos 21 anos (1:33)

Argentinos Juniors precisavam vender a revelação, e seu destino quase foi a cidade de São Paulo (1:33)

As eleições do Boca Juniors vão acontecer neste domingo e, como não poderia deixar de ser no país em que o clube gaba-se de ter como torcedores "a metade mais um", a Argentina toda aguarda o resultado das urnas - e se mete a falar do assunto.

Evidentemente, Diego Maradona não iria ficar quieto, embora hoje trabalhe no Gimnasia, que também disputa a primeira divisão local. E seu alvo foi o desafeto Juan Román Riquelme, que faz parte da lista de Jorge Amor Ameal, como um dos vice-presidentes.

"Eu digo ao torcedor do Boca que esse locutor e esse ídolo futebolístico não sabem nada de política, têm zero gestão. E, ainda por cima apoiam o pior presidente da história do clube", bradou o Diez.

Maradona fazia referência, além de Riquelme, ao jornalista Mario Pergolini, que também é candidato a vice na chapa de Ameal.

"Não têm um projeto futebolístico e sabem menos de direção do que o capitão do Titanic. Conseguem imaginá-los na AFA, na Conmebol? Não me façam rir!", disparou o ídolo.

Mais de 40 mil sócios são esperados para o pleito. Christian Gribaudo e e José Beraldi são os outros candidatos à presidência.