<
>

Sem torcida no Maracanã, Avaí vai ao STJD contra Flamengo: 'Esbravejaram contra torcida única do Palmeiras. E agora?

O Avaí não recebeu do Flamengo a cota de ingressos destinados à sua torcida para o jogo desta quinta-feira (5), no Maracanã, e usou seu site oficial para se manifestar fortemente sobre o assunto.

Segundo a nota, o clube catarinense teve uma oferta do carioca para vender sua cota, mas a negou.

Há dois dias, conforme relata, o Flamengo até discutiu trâmites do processo de venda para os visitantes. Hoje, porém, a venda não está acontecendo e os ingressos não estão disponíveis.

No comunicado, o Avaí faz menção à reclamação do Flamengo sobre a impossibilidade de sua torcida ir ao Allianz Parque no último domingo, contra o Palmeiras, e acusa o time rubro-negro de tomar tal medida para tentar bater uma torcida rival pelo melhor público do ano.

Por conta disso, o clube catarinense entrou com uma medida cautelar contra a agremiação carioca e publicou uma nota oficial.

O Flamengo, por sua vez, por meio de comunicado enviado a jornalistas, afirma que o Avaí descumpriu o protocolo de informar sobre seu desejo de permanecer com os ingressos dentro do prazo de até três dias úteis antes da partida.

"O Clube de Regatas do Flamengo comunica que irá vender para a sua torcida a carga de bilhetes originalmente destinada ao Avaí, uma vez que o clube catarinense não exerceu, em tempo hábil, seu direto a cota de ingressos, como prevê o artigo 86 do RGC 2019. A partida será realizada hoje (Nota da Redação: 5/12), no Maracanã, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro."

Wijnaldum, do Liverpool, admite ainda não saber nada do Flamengo: 'Ronaldinho jogava lá'; veja

O artigo citdado como argumento pelo Flamengo diz: "O Clube visitante terá o direito de adquirir, com pagamento prévio, a quantidade máxima de ingressos correspondente a 10% (dez por cento) da capacidade do estádio ou da capacidade permitida pelos órgãos de segurança, desde que se manifeste em até 3 (três) dias úteis antes da realização da partida através de ofício dirigido ao Clube mandante, obrigatoriamente com cópia às Federações envolvidas e à DCO."

Veja a íntegra do comunicado do Avaí abaixo:

O texto da medida cautelar está neste link:

"O Avaí Futebol Clube esclarece que, diante da decisão do Clube de Regatas Flamengo em não disponibilizar para venda os ingressos da partida de hoje, 05/12, no setor de visitantes, destinados à torcida do Avaí, decidiu buscar junto à Justiça Desportiva uma solução em defesa de seu torcedor.

O Avaí recebeu uma oferta do clube carioca para a venda do espaço ainda na semana passada. Em respeito aos seus torcedores, negou a oferta proposta. O Flamengo, então, confirmou a abertura do setor de visitantes. Ainda nesta terça-feira, dois dias antes da partida, o Flamengo informou ao Avaí como se daria a venda dos ingressos para sua torcida, detalhando o setor destinado e valores. Daí a enorme surpresa e indignação ao recebermos no início da noite de ontem a informação de que, após reunião de diretoria, o Flamengo optou por não destinar mais ingressos de visitante. Sequer o número de cortesias que TODOS os clubes destinam reciprocamente uns aos outros nos jogos de ida e volta foram disponibilizados.

Diante destes fatos, manifesta-se o Avaí Futebol Clube no sentido de:

1. Informar ao seu torcedor que protocolou pedido junto ao STJD para que se restabeleça a venda dos ingressos ao setor visitante. Tomará todas as medidas jurídicas disponíveis para a reparação dos inúmeros danos que a decisão descabida do Flamengo traz ao clube e sua torcida;

2. Alertar as autoridades competentes, assim como à CBF e ao próprio Flamengo, que existe um número expressivo de torcedores no Avaí no Rio de Janeiro para assistir à partida desta noite. Os responsáveis por esta decisão são também responsáveis pelos riscos à integridade física destes torcedores.

3. Lamentar o não cumprimento da política de reciprocidade. Ainda na semana passada vimos diretores do Flamengo esbravejarem contra a decisão de torcida única na partida contra o Palmeiras. E agora? Exige-se reciprocidade mas não adota na prática o seu discurso?

4. Lamentar que essa decisão deve-se a uma disputa com a torcida rival pelo maior público do ano. Será que, em nome da rivalidade, deve o Flamengo deixar de lado valores éticos e morais? Esse é o “novo” que tanto se propala?

Por fim, o Avaí reconhece o exitoso trabalho da diretoria do Flamengo. Reconhece sua imensa torcida. Mas as novas práticas de gestão devem estar alinhadas à adoção de princípios éticos, de retidão nos atos e de cumprimento aos acordos. E faltou tudo isso ao Flamengo nesta descabida e lamentável decisão de sua diretoria. Espera-se que os tribunais acionados pelo Avaí F.C. deem em tempo adequado a resposta que restabeleça a justiça, o bom senso e o respeito aos torcedores avaianos."