<
>

Cruzeiro: Perrella explica situação contratual de Thiago Neves e diz que meia não joga com ele no comando

play
Zezé Perrella estranha disseminação de áudio de Thiago Neves: 'Se vazou, vazou por ele' (4:12)

O gestor de futebol do Cruzeiro minimizou a 'conversa normal' com o jogador, mas estranhou o vazamento: 'Ele deve ter mandado para algum amigo' (4:12)

O 2019 de Thiago Neves é para se esquecer. O meia do Cruzeiro se envolveu em uma série de confusões ao longo da temporada que pode terminar em rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Nesta segunda-feira, antes do confronto contra o Vasco da Gama, o gestor de futebol e presidente do Conselho Deliberativo do Cruzeiro, Zezé Perrella, falou sobre a situação contratual do meia:

"Ele tem contrato até o final do ano que vem. Se ele fizesse mais X partidas, aí estava automaticamente renovado para 2021; Ele tinha que fazer 42 jogos na próxima temporada. Fazendo 42, estava automaticamente renovado o contrato dele".

Mais cedo, o ESPN.com.br informou que tal cláusula era válida para renovar seu contrato de 2019 para 2020, mas o cartola corrigiu. No caso, o atleta já jogou 41 vezes no ano, e se entrasse em campo mais uma vez seria do Cruzeiro por mais um ano.

|Perrella volta a atacar Thiago Neves: 'Ele está achando que o Cruzeiro é o quê? Não conhece nossa história'|

Independentemente disso, Perrella garantiu que, Thiago não vestirá mais a camisa celeste enquanto a atual diretoria estiver no poder.

Vale lembrar que, no sábado, o Cruzeiro anunciou que o atleta está com um edema na coxa esquerda e pode não jogar mais em 2019 - o que não renovaria seu contrato.

Hoje, o duelo é contra o Vasco, no Rio de Janeiro, às 20h. Nas últimas duas rodadas, os adversários serão o Grêmio, no Sul (19h15, quarta-feira), e o Palmeiras, no Mineirão (16h, domingo).

O ano polêmico

|Adílson sobre Cruzeiro se salvar: 'A minha intenção era levar para o Mineirão, contra o Palmeiras; e continua sendo'|

Tudo começou no início da temporada quando Thiago Neves esteve muito próximo de deixar o Cruzeiro e ir para o Grêmio em uma troca com o atacante Luan. No entanto, a vontade à época do atacante gremista de ir para a China fez com que o negócio esfriasse.

Depois se envolveu em uma polêmica e revoltou a todos ao publicar uma imagem em seu "stories" provocando a torcida do Atlético-MG usando como contexto a tragédia que ocorreu na cidade de Brumadinho, vitimando centenas de pessoas.

Na final do Campeonato Mineiro, mais uma polêmica, dessa vez com declarações envolvendo o atacante do Atlético-MG Luan. Após perder o título, o atacante do Galo disse que o Cruzeiro não havia feito nada para merecer a conquista.

Thiago Neves rebateu dizendo que Luan era marqueteiro e falava muita m***

Já para o final do ano vieram mais uma série de polêmicas. Em entrevista à Fox Sports, o meia admitiu publicamente sua vontade de jogar no Corinthians, o que não pegou bem entre a cúpula cruzeirense.

“Como eu já falei há um tempo, vontade de jogar no Corinthians eu tenho, tenho vontade de jogar nos maiores e melhores. Não posso falar mais agora, porque nossa situação no Cruzeiro é complicada, queremos tirar o clube dessa situação. Vontade de jogar no Corinthians todos têm. Bateu na trave, foi por pouco que não aconteceu nesse ano. Não vou mentir, tenho o desejo de jogar no Corinthians, sim.”

Na partida em que o Cruzeiro acabou eliminado para o Internacional na Copa do Brasil, o meia não economizou nas críticas à escalação de Rogério Ceni, que improvisou três jogadores na partida de volta em Porto Alegre.

"Hoje era um jogo diferente, e nós tivemos que adaptar a um novo esquema. Na minha opinião, você querer mudar dois, três jogadores fora de casa é muita coisa, ainda mais de um time que vem formado"

"Então, improvisar jogadores é difícil, principalmente jogadores que não vêm jogando. Foi complicado, mas mesmo assim fizemos um bom primeiro tempo. Mas foi o que falei, o primeiro gol fez o time sentir muito."

Menos de dois meses depois Rogério Ceni acabaria demitido, e um dos motivos foi o relacionamento ruim com alguns jogadores do elenco.

Já com Abel Braga no comando da equipe, Thiago Neves chegou a reclamar que estaria jogando no sacrifício e com dores já há alguns jogos. Abel Braga rebateu a declaração, dizendo que ele não havia comunicado ninguém sobre o fato. Posteriormente o departamento médico do clube veio a público para desmentir o atleta, dizendo que ele tinha totais condições.

Por último, na derrota para o CSA por 1 a 0 no Mineirão, o meia voltou a ser protagonista pelo lado negativo. Errou um pênalti no tempo normal que empataria a partida e no final da partida mais uma polêmica.

Teve um áudio seu vazado em que conversa com o presidente Zezé Perrella em que cobrava o mandatário sobre a situação financeira do clube. Abel Braga caiu, Adilson Batista chegou e agora o Cruzeiro tem três rodadas para se livrar do rebaixamento.