<
>

Neymar volta ao PSG com vaias, críticas e notas baixas: 'Frustrante'

Neymar, enfim, voltou a campo. Nesta sexta-feira (22), na vitória do PSG sobre o Lille, pela Ligue 1, por 2 a 0, o brasileiro encerrou uma parada de 39 dias, devido a uma lesão muscular na coxa esquerda. O camisa 10 não jogava desde o amistoso entre Brasil e Nigéria, em 13 de outubro.

Em seu retorno, participou da jogada do segundo gol, anotado por Di Maria - Icardi faz o primeiro. O que chamou a atenção foi que, ao ser substituído, aos 19 do 2º tempo, o jogador foi diretamente para o vestiário. Registra-se que o atacante teve um misto de aplausos e vaias durante sua saída do gramado.

Os jornais da França não gostaram da sua atuação, deram notas baixas e também comentaram o fato da não permanência no banco de reservas.

O Le Parisien deu nota 3,5 para o jogador e disse: "Ele perdeu muitos bolas, ficou nervoso e não fez muito em seu retorno à competição após seis semanas de ausência".

Já o L'Equipe deu nota 4 e chamou a atuação de frustrante: "O brasileiro foi diretamente ao vestiário. Ao contrário de Meunier, substituído ao mesmo tempo por Dagba, que apertou a mão de seus companheiros no banco".

O treinador do PSG, Thomas Tuchel, foi questionado na coletiva pós-jogo sobre a atitude do brasileiro, e amenizou a situação.

"Para mim é normal, pode acontecer, temos que conversar internamente, mas eu não vi, estava focado na equipe".

Esse foi apenas o 6º jogo de Neymar na temporada com o clube francês, mas ele tem 4 gols, com uma boa média de 0,67/jogo.

Com o resultado, o PSG abre 11 pontos de vantagem para o vice-líder Olympique de Marselha. O Paris é líder com 33 pontos, e volta a campo na terça-feira (26) contra o Real Madrid, pela quinta rodada da fase de grupos.