<
>

Padre que orou com Atlético-MG, e que não é reconhecido pelo Vaticano, garante a validade de sua benção

play
Padre visita CT do Atlético-MG, e Cazares brinca: 'Amém! Que ajude bastante, que ore por nós!' (1:33)

Padre Jefferson foi convidado pelo técnico Vagner Mancini (1:33)

Os torcedores cristãos do Atlético-MG preocupados com a validade da benção do padre Jefferson Moreira aos jogadores e comissão técnica do time podem ficar ficar tranquilos. E quem garantiu isso ao ESPN.com.br foi o próprio padre.

"Bom a benção não é minha, não falo em meu nome mas mas em nome de Deus", explica.

"Como disse Jesus: Onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, eu estarei no meio deles", afirma o sacerdote da Igreja Católica Ecumênica do Brasil, uma dissidência da Igreja Católica Apostólica Romana - aquela do Vaticano e do Papa Francisco.

Desse modo, a declaração da Arquidiocese de Belo Horizonte, negando reconhecer o padre Moreira, tem pouca validade para ele.

Até porque, Moreira também não reconhece a autoridade suprema do Papa e, por consequência, do Vaticano e suas Arquidioceses.

"Somos uma igreja independente. Brasileira, porém cristã", explicou ele em entrevista.

"Temos, na Constituição, a garantia da liberdade de culto", diz.

Padre Moreira foi parar no CT do Atlético-MG a convite do estafe de Vagner Mancini. E, embora se diga amigo do técnico, afirma tê-lo conhecido pessoalmente apenas na visita ao centro de treinamentos na quinta.

"Só o conhecia pela televisão", diz.

O padre não confirma ser torcedor do Atlético. "Mas minha família é toda atleticana", afirma.

Nas palavra do padre, o encontro com os jogadores foi proveitoso: "Foi muito bom, rezamos juntos", contou. "Todos os funcionários foram muito receptivos", explica.

E, desse modo, o Galo vai abençoado enfrentar o Athletico-PR no domingo (24).

QUASE IGUAL

A Igreja Ecumênica do Brasil é uma das muitas dissidências católicas em atividade no País.

"Aqui no Brasil, temos várias ramificações religiosas católicas que saíram da Igreja Romana. Temos a Igreja Católica Brasileira, a Ortodoxa, a Anglicana, a Ecumênica do Brasil, a Católica Tradicionalista...", diz o padre.

Ritos e liturgias da Igreja Ecumênica são muito parecidos com a da Romana, mas há algumas diferenças. O celibato, por exemplo, não é obrigatório - embora seja exercido pelo Padre Jefferson.

Também não existe um papa para ser o líder espiritual supremo da Igreja. "Temos bispos", explica Moreira.

Os sacramentos, como batismo, crisma e casamento, entre outros, também são os mesmos. Também há veneração aos santos e a Maria (Nossa Senhora), a mãe de Jesus Cristo, segundo a tradição judaico-cristã.

Na Igreja Ecumênica Brasileira, também são permitidos mulheres sacerdotes, embora ainda não tenha havido nenhuma ordenação feminina.