<
>

No Bola da Vez, Carille admite 'ciúmes' de técnicos brasileiros com Jesus e Sampaoli

O sucesso de Jorge Jesus e Jorge Sampaoli incomoda os técnicos brasileiros? Em entrevista ao “Bola da Vez”, que vai ao ar na ESPN Brasil madrugada do próximo sábado para o domingo, à 0h, o técnico Fábio Carille admitiu que sim.

“Está acontecendo”, disse o ex-treinador do Corinthians, em sua primeira entrevista desde a demissão, ao ser perguntado sobre “ciúmes” de brasileiros com os estrangeiros trabalhando no país.

Carille, contudo, garantiu que não é o caso dele próprio: “Nenhum", rebateu ao ser questionado se também sentia esse “ciúme” em relação aos atuais comandantes de Flamengo e Santos.

Sobre o técnico do Flamengo, especificamente, Carille relembrou a convivência dos dois na Arábia Saudita, onde um comandou o Al Wehda e o outro o Al Hilal.

"São caras que vem para crescer o futebol. Jorge teve um respeito muito grande por mim lá na Arábia. Quando ele me viu... 'Poxa, assisto muito futebol, parabéns, assisto muito futebol brasileiro, assisti muito o Corinthians'. Foi um encontro lá que o ministro levou todos técnicos para Zurique. Cheguei um dia antes, o Jorge Jesus chegou, de longe me viu, me abraçou, disse que acompanhava muito, falou de organização...”, relembrou.

Já sobre Sampaoli, Carille citou os encontros em clássicos paulistas. “Em jogos, faço questão de cumprimentar e conversar (com o técnico adversário). As vezes com ele foi muito legal. São profissionais que vem para crescer (o futebol)”, encerrou.

No Bola da Vez, a entrevista com Carille foi comandada por André Plihal e contou com a presença na bancada dos jornalistas Flávio Ortega e Pedro Ivo Almeida.