<
>

Quando deixar São Paulo, Juanfran tem plano de ser cartola e já sabe quem será seu técnico

play
Fernando Diniz fala sobre a pressão no São Paulo pela falta de títulos: 'O incômodo é natural' (0:28)

'A gente tem que saber suportar a pressão', disse o treinador (0:28)

Juanfran foi contratado pelo São Paulo em agosto deste ano e fez uma grande mudança na sua vida, deixando o Atlético de Madrid para atuar no Brasil. Mas o lateral de 34 anos já sabe para onde – e até como – ele quer voltar quando se aposentar.

“Eu já disse várias vezes que gostaria de ser diretor esportivo. Não quero ser treinador e não vou mudar. Muitos jogadores dizem que não vão ser treinadores e, logo que se aposentam, se tornam treinadores. Eu não vou ser treinador, já antecipo. Gostaria de ser diretor esportivo, trabalhar na secretaria técnica e, se possível, pode ser no Atlético de Madrid”, contou o jogador em entrevista ao jornal Marca nesta quarta-feira.

“O presidente Cerezo e (o CEO) Miguel Ángel sabem que eu vou os ajudar em todo o possível para que o clube siga crescendo e siga sendo um dos melhores do mundo. Tomara que eu consiga no futuro. Já tenho minha ideia de quem gostaria que fosse meu treinador. Estou pensando e são todos próximos ao Atlético”, explicou o atleta.

Perguntado se já havia contatado seu “futuro treinador”, Juanfran respondeu positivamente.

“Sim, já falei com ele, mas há muitos nomes na mesa. Godín, Gabi, Raúl Garcia... Vou ter todos em conta, porque creio que eles querem ser treinadores ou assistentes. Querem estar ali, não creio que queiram se meter na parte de direção, e eu espero estar mais nessa parte. Mas ainda tenho muitos anos de futebol, bom futebol, e sobretudo para o São Paulo”, disse.

Juanfran assinou com o time tricolor até o final de 2020. No momento, o São Paulo é o 6º colocado no Campeonato Brasileiro, com 53 pontos em 33 jogos.