<
>

Chapecoense vence o Ceará e respira na luta contra o rebaixamento

A Chapecoense conquistou sua quinta vitória no Campeonato Brasileiro durante a noite deste domingo. Jogando na Arena Condá pela 33ª rodada, a equipe de Marquinhos Santos fez uma boa partida, se comportou bem na defesa e garantiu o triunfo para cima do Ceará com um gol solitário de Everaldo: 1 a 0.

Em primeiro tempo que o Ceará começou melhor, a Chapecoense cresceu de produção na reta final e teve a grande oportunidade. Vini Locatelli deu bela enfiada de bola para Henrique Almeida, que, sozinho na cara do gol, bateu cruzado para defesa de Diogo Silva com o pé.

Na segunda etapa, os visitantes retomaram o controle da partida e até balançaram a rede com Chico, mas o bandeira assinalou o impedimento, foi endossado pelo VAR e o árbitro invalidou o tento.

Quando a partida se encaminhava para o 0 a 0, Everaldo recebeu na ponta esquerda, trouxe para dentro e acertou um belo chute, rasteiro, para marcar, garantindo o triunfo da Chapecoense pelo placar mínimo.

Com o resultado, o Ceará estaciona nos 36 pontos, amarga a segunda derrota seguida e cai para o 14º lugar. A Chapecoense, por sua vez, chega aos 25 pontos, segue em penúltimo e precisará de uma série de novas vitórias, além da combinação de outros resultados, para conseguir a permanência.

O Ceará volta aos gramados pela competição no próximo domingo, quando recebe o São Paulo no Castelão, às 19 horas (de Brasília). No mesmo dia e horário, a Chapecoense faz o clássico catarinense com o Avaí na Ressacada.

FICHA TÉCNICA :
CHAPECOENSE 1 X 0 CEARÁ

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 17 de novembro de 2019, domingo
Horário: 18h (de Brasília)
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (FIFA-PR)
Assistentes: Bruno Boschilia (FIFA-PR) e Luciano Roggenbaum (PR)
VAR: Adriano Milczvski (PR)
Cartões amarelos: Bruno Pacheco (CHA)
GOL: CHAPECOENSE: Everaldo, aos 36 minutos do 2ºT.

CHAPECOENSE: João Ricardo; Renato (Eduardo), Douglas, Amaral e Bruno Pacheco; Márcio Araújo, Camilo (Gustavo Campanharo) e Vini Locatelli (Arthur Gomes); Roberto, Henrique Almeida e Everaldo. Técnico: Marquinhos Santos

CEARÁ: Diogo Silva; Samuel Xavier, Luiz Otávio (Eduardo Brock), Tiago Alves e João Lucas; Fabinho, Ricardinho, Chico (Felippe Cardoso), Felipe Silva e Thiago Galhardo (Lima); Bergson. Técnico: Adílson Batista