<
>

Herói do título do River na Libertadores-2018, Pratto não faz gol há 18 jogos; veja quando foi o último

O atacante Lucas Pratto, ex-Atlético-MG e São Paulo, foi talvez o grande herói do título do River Plate na Libertadores de 2018.

Com gols importantíssimos nas duas partidas da decisão contra o rival Boca Juniors, o "Urso" viveu momento mágico e virou ídolo da torcida millonaria de vez ao levantar o troféu no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, no dia 9 de dezembro.

Quase um ano depois, porém, o momento vivido pelo centroavante é muito diferente...

Atualmente, Pratto vive um longo jejum de 18 partidas (cinco como titular) sem marcar um mísero gol.

Na temporada 2019/20 do futebol argentino (que tem calendário similar ao europeu), ele está zerado, sem colocar uma bola na rede sequer.

A última vez que soltou o grito de gol foi em 30 de maio, quando anotou na vitória por 3 a 0 sobre o Athletico-PR, que valeu o título da Recopa Sul-Americana.

Depois disso, porém, o matador sofreu lesão uma lesão no osso do quadril, que o fez perder boa parte da pré-temporada, assim como a titularidade na equipe de Gallardo.

Pratto até vem recebendo oportunidades, entrando frequentemente nos segundos tempos das partidas do River, mas segue sem conseguir anotar.

Em reportagem publicada nesta terça-feira, o jornal Olé destacou a fase ruim do atleta de 31 anos, mas lembrou que ele costuma ser decisivo nas horas cruciais.

"Pratto já provou que corresponde nas partidas decisivas, e o River terá momentos-chave nos próximos dias, tanto na Libertadores quanto na Copa Argentina, na qual pode chegar novamente à final. Mas contra o Rosario Central, pelo Argentino, Pratto voltou a entrar em campo e deu para ver que seu nível ainda não é o mesmo", escreveu,

"O mais positivo foi ver que ele conseguiu dominar boas bolas e abrir espaços para seus companheiros. Depois, nada de muito mais. Será que ele conseguirá subir seu nível e acabar com sua seca de gols, justamente no momento mais quente do semestre?", questionou.

Pratto está no River desde 2017, quando foi contratado do São Paulo.

Desde que chegou, anotou 22 vezes em 85 jogos e ganhou três títulos: a Supercopa Argentina de 2017, a Libertadores de 2018 e a Recopa de 2019.