<
>

Operário-PR empata com Vila Nova e se distancia da briga pelo G-4 da Série B

Divulgação/Vila Nova

O Vila Nova recebeu o Operário-PR na noite desta sexta-feira e ficou no 0 a 0, em confronto válido pela 34ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro no Serra Dourada. Com objetivos opostos na tabela, o empate não foi bom para nenhuma das equipes. Enquanto os goianos seguiram na zona de rebaixamento, os paranaenses perderam boa chance de se aproximar da briga pelo acesso à primeira divisão.

O jogo foi marcado por tempos de domínios distintos. Os visitantes pressionaram e tiveram grandes chances na primeira etapa, com duas bolas na trave.

A equipe da casa cresceu no tempo final e chegou a arriscar mais em busca da vitória. Já nos acréscimos, Rodrigo Viana fez grande defesa em cabeça de Wesley Matos. Mesmo assim, nada de gols em Goiânia.

O empate manteve o Vila na 18ª colocação da tabela, com 33 pontos, dois a menos que o Londrina, primeira equipe fora da degola. O resultado também abre a possibilidade para os goianos perderem uma posição, já que o 19º Criciúma enfrenta o Sport fora de casa e ganha o lugar com uma vitória simples.

O Operário-PR perdeu uma posição com a igualdade, se distanciando da briga por uma vaga na Série A. O time caiu para a 8ª colocação, com 49 pontos, quatro a menos que o 4º colocado Coritiba, que ainda joga na rodada, contra o Figueirense fora de casa.

FICHA TÉCNICA:
VILA NOVA 0 x 0 OPERÁRIO-PR

Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 8 de novembro de 2019, sexta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Jonathan Antero Silva (RO)
Assistentes: Márcia Bezerra Lopes Caetano (RO) e Rener Santos de Carvalho (RO)
Cartões Amarelos: Jeferson, Ramon e Alan Mineiro (Vila Nova); Alisson e Rafael Chorão (Operário-PR)

VILA NOVA: Rafael Santos; Jeferson, Wesley Matos, Diego Jussani e Gastón Filgueira; Magno, Ramon (Tinga) e Alan Mineiro; Capixaba (Carlinhos), Gustavo Henrique (Maílson) e Romário. Técnico: Itamar Schulle

OPERÁRIO-PR: Rodrigo Viana; Maílton, Alisson, Rodrigo e Juninho; Jardel, Chicão (John Lennon), Cleyton (Bruno Batata) e Rafael Chorão; Uiliam e Felipe Augusto (Eduardo). Técnico: Gerson Gusmão