<
>

Vasco prega tranquilidade contra o CSA

A derrota de 2 a 1 para o Palmeiras marcou o quarto jogo consecutivo do Vasco sem vitória no Campeonato Brasileiro. Estacionado com 39 pontos, o time carioca começa a ver de perto a zona de rebaixamento e sabe que precisa reagir para não chegar ao fim da competição em situação delicada. O Cruz-Maltino tem a primeira chance de reencontrar a vitória neste domingo, quando visita o CSA a partir das 19h, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, pela 32ª rodada da competição.

Entendendo que a pressão está grande, o elenco prega a tranquilidade.

“Não podemos acreditar que está tudo mal, pois a nossa equipe viveu alguns bons momentos e segue lutando em igualdade de condições com os adversários. Precisamos de tranquilidade para que a vitória reapareça já no domingo”, disse o lateral-esquerdo Danilo Barcelos.

O técnico Vanderlei Luxemburgo entende que a pressão não deve ser pela luta contra o rebaixamento, pois entende que nem mesmo quando o Vasco se aproximou do G-6 ele pensou em planos maiores para a equipe.

“Sei que com os maus resultados existe a cobrança, porém, entendo ser normal, pois também não cobrei elogios com os bons resultados. Temos os jogos necessários para sair da confusão. Nunca falei que meu time era para outra competição. Nossa competição é diferente. Não adianta insistir”, disse Vanderlei.

(Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco)

Para este jogo o Vasco tem problemas. O zagueiro Leandro Castán, expulso contra o Palmeiras, cumpre suspensão e será desfalque. O atacante Marrony, por acúmulo de cartões amarelos, é outro a cumprir suspensão e que terá que ficar de fora. Assim, Ricardo Graça entra na zaga e Felipe Ferreira ganha um lugar no ataque.

Assim, o Vasco deve ir a campo com a seguinte escalação: Fernando Miguel, Yago Pikachu, Oswaldo Henríquez, Ricardo Graça e Danilo Barcelos; Raúl, Fellipe Bastos e Freddy Guarín; Rossi, Bruno César e Felipe Ferreira. Neste sábado a delegação segue para Maceió.